gravimetria

É a parte da geofísica que estuda o campo gravítico da Terra. Alguns autores incluem a gravimetria na geodesia, considerando-a como a ciência que estuda a forma da Terra e o seu campo gravítico.
A gravidade representa a força com que a Terra atrai qualquer corpo situado no seu campo gravítico, zona do espaço que rodeia a Terra, onde se manifesta a atração newtoniana (duas massas, M e m, atraem-se com uma força proporcional às massas e inversamente ao quadrado da distância), devido à massa do planeta. Teoricamente, o campo estende-se até ao infinito, mas na prática reduz-se à distância a partir da qual os seus efeitos deixam de ser sensíveis.
A força a que está submetida a unidade de massa, num determinado ponto, é a força por unidade de massa (F/m). A Terra cria um campo cuja intensidade, pode ser determinada pela fórmula:



em que K é uma constante de gravitação universal, M representa a massa da Terra e m representa a unidade de massa.
A intensidade do campo gravitíco é a aceleração da gravidade, g, de valor médio 9,81 m/s2, e mede-se com a ajuda de aparelhos chamados gravímetros. O valor da gravidade varia com a latitude geográfica, com a altitude e também com a presença de massas de diferente densidade. Isto significa que g não tem um valor definido e único para toda a Terra.
Em cada ponto é necessário calcular o valor teórico, isto é, o que resulta da aplicação direta de fórmulas físicas. Matematicamente, calcula-se o valor teórico a partir do elipsoide internacional de referência (elipsoide de Hayford).
Geralmente, verifica-se que este valor teórico é diferente do valor real que medem os gravímetros. A diferença de valores deve-se ao facto de que o geoide, que representa uma curva sobre a qual todos os valores de g são constantes, não coincide com o elipsoide nem com a superfície real do terreno. Nos continentes, acima do geoide, há um excesso de massa, excesso esse que se acentua nas cordilheiras por efeito da altitude e da topografia.
Como referenciar: gravimetria in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-08-25 05:25:45]. Disponível na Internet: