grossista

O processo global de distribuição de um determinado produto é uma vertente fundamental no sucesso desse mesmo produto, na medida em que é a responsável fundamental pela colocação deste à disposição do cliente nas condições adequadas. Desde o momento em que é fabricado até ao momento em que é colocado à disposição do seu destinatário final, um produto atravessa uma cadeia de distribuição que pode incluir vários tipos de intervenientes. No caso de bens destinados aos consumidores finais, esses intervenientes podem ser, para além do fabricante, os grossistas, os retalhistas e o próprio consumidor final. No caso de produtos intermédios ou industriais, destinados a empresas que os utilizam para o fabrico de outros produtos, estas substituem os consumidores como destinatários finais dos produtos e não aparecem normalmente os retalhistas.
O papel dos grossistas é primordial em qualquer um dos casos referidos, na medida em que pode trazer vantagens a todos os restantes elementos da cadeia, tanto a montante como a jusante. Entre outros aspetos, os grossistas conferem confiança e preços baixos aos seus compradores, possibilitam a compra em quantidades adequadas aos interesses dos clientes, proporcionam serviços de transporte eficientes, possibilitam condições de pagamento e crédito interessantes, suportam um elevado volume de riscos, são uma fonte importante de informação do mercado para clientes e fornecedores, etc.
A forma assumida pelas empresas grossistas pode ser vária, havendo desde logo uma distinção a fazer entre aqueles que adquirem efetivamente os bens que comercializam e aqueles que não o fazem. Relativamente aos grossistas que efetivamente adquirem os produtos que comercializam, o seu trabalho é o de adquirir aos fabricantes e revender aos retalhistas ou às empresas, podendo variar a sua atitude em termos de volume de serviço prestado. Assim, há grossistas que concedem aos seus clientes um serviço completo, que engloba designadamente uma força de vendas própria e especializada, um serviço de crédito adequado, assistência pós-venda, etc. Paralelamente, há grossistas que oferecem um volume mais limitado de serviços aos seus clientes, aqui se incluindo designadamente os cash and carry por grosso.
Entre os grossistas que não adquirem efetivamente a propriedade dos bens que comercializam encontram-se os chamados agentes, que normalmente se especializam em tipos de produtos ou categorias de clientes. Os agentes têm como principal função ajudar à compra e à venda, daí retirando uma compensação que normalmente assume a forma de comissão. O papel dos agentes pode ser importante em situações em que um produtor pretende ter acesso a mercados que não conhece (exemplo: mercados externos), sendo que nesta situação o aconselhamento e rede de conhecimentos daqueles pode ser um fator decisivo.
De destacar ainda que por vezes as funções de grossista são desempenhadas por entidades que estão sob a alçada dos fabricantes e situadas em locais estratégicos no sentido de potenciar a vertente comercial.

Como referenciar: grossista in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-12-07 20:22:08]. Disponível na Internet: