Guadalcanal

É a maior das ilhas do arquipélago de Salomão, situada no oceano pacífico, com uma extensão de 6470 km2. Contava, em 1991, com uma população de 60 700 habitantes. Honiara, é a cidade mais importante de Guadalcanal e a capital do arquipélago.
A montanha vulcânica de Kavo abrange quase a totalidade do comprimento da ilha, atingindo o ponto mais alto no cume do monte Makarakomburu, a cerca de 2440 metros acima do nível do mar.
As atividades económicas de maior importância são a agricultura, a pesca e a extração de madeira, ocupando quase a totalidade da população. A sua importância histórica ficou ligada aos violentos confrontos que aí decorreram entre os exércitos japonês e norte-americano, durante a Segunda Guerra Mundial, entre 1942 e 1943. A batalha de Guadalcanal marca o fim do avanço das tropas japonesas no Pacífico.
Guadalcanal foi batizada por navegadores espanhóis que aí aportaram no século XVI. Foi anexada pela Grã-Bretanha em 1893, passando a fazer parte do Império Britânico. Durante a Segunda Guerra Mundial, esta ilha assume uma enorme importância estratégica: ocupada pelos japoneses, assiste, a 7 de agosto de 1942, ao primeiro desembarque anfíbio dos marines norte-americanos e ao primeiro ataque às posições japonesas no Pacífico. O exército japonês retirou em fevereiro de 1943, após longos meses de combates nas florestas da ilha.
Convertida em base militar de grande valor estratégico, Guadalcanal adquiriu autonomia política em 1976, no Estado das Ilhas de Salomão.
Como referenciar: Guadalcanal in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-11-21 08:51:54]. Disponível na Internet: