Guilherme III de Orange

Monarca holandês (1650-1702), filho póstumo de Guilherme II de Nassau, príncipe de Orange, e de Maria Stuart, nascido em Haia, na Holanda, e falecido em Londres. Casou em 1677 com a sua prima Maria, protestante, filha do futuro Jaime II.
Em 1674-1702 era Statuder das Províncias Unidas e rei de Inglaterra, Escócia e Irlanda (1689-1702). A sua figura começou por se destacar na luta contra os franceses, quando estes invadem as Províncias Unidas (1672). O seu casamento (1677) possibilita-lhe a assinatura da Paz de Nimègue (1678) com a França, que proporcionava grandes vantagens às Províncias Unidas. Em 1689 é chamado pelos protestantes ingleses, que estavam revoltados contra o seu sogro, Jaime II, devido às suas convicções religiosas e tendências absolutistas. Em 1698 derrota os seus adversários e, juntamente com a sua esposa, jura a "Declaração dos Direitos" e são ambos aclamados soberanos.
Guilherme, que continuava Statuder das Províncias Unidas, fez parte da coligação contra a França, quando é desencadeada a Guerra do Palatinado (1692) e Newinde (1693), consegue porém a paz em Ryswick (1697), sendo nessa altura reconhecido como rei de Inglaterra por Luís XIV. Guilherme III certifica-se que a sua sucessão ao trono será feita por um príncipe protestante (Ato de Estabelecimento - 1701). O rei era bastante impopular devido aos pesados impostos que lançara para poder sustentar a guerra.
Como referenciar: Guilherme III de Orange in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-09-21 05:34:51]. Disponível na Internet: