Guinness Book

O primeiro Livro dos Recordes Guinness, ou Guinness Book como é geralmente conhecido, foi lançado a 27 de agosto de 1955, na Grã-Bretanha, graças a uma ideia surgida quatro anos antes da mente de Sir Hugh Beaver, diretor-geral da cervejeira Guinness. Durante uma caçada na Irlanda, Beaver envolveu-se numa discussão sobre o pássaro mais rápido da Europa. Constatou, então, que nenhum livro trazia resposta a esta dúvida e pensou que uma publicação com respostas a este tipo de questões seria muito bem aceite.
A 12 de setembro de 1954, Norris e Ross McWhirter, que dirigiam uma agência de procura de factos em Londres, ficaram incumbidos de compilar em livro uma série de factos, dando assim origem ao Livro dos Recordes Guinness. A primeira edição, com 198 páginas, foi lançada a 27 de agosto de 1955 e no Natal desse ano era um dos livros mais vendidos na Grã-Bretanha.
Desde então, já foram vendidas perto de cem milhões de cópias do livro, que sempre teve edições anuais, em mais de cem países e em 37 línguas. Em 1956, foi lançada em Nova Iorque a edição norte-americana, seguida da edição francesa, em 1962, e da alemã, em 1963. Quatro anos depois, o Livro dos Recordes Guinness chegou à Dinamarca, Japão, Noruega e Espanha e, em 1968, à Finlândia, Itália e Suécia.
A edição portuguesa só surgiu na década de 70, o mesmo se passando em Israel, Checoslováquia, Holanda, Jugoslávia e Islândia. Nos anos 80, surgiram as edições em árabe, hindu, grego, chinês, húngaro, indonésio, malaio, esloveno e turco. A partir da década de 90, o livro de recordes passou também a ser editado em búlgaro, macedónio, coreano, polaco, romeno e russo.
O Livro dos Recordes Guinness tornou-se líder a nível mundial no que respeita a compilação, confirmação, acreditação e apresentação de dados sobre recordes de todos os tipos. Um facto só passa a ser recorde depois de experimentado e verificado.
O livro está dividido nas seguintes secções: O Universo e a Terra, O Mundo Vivo, O Ser Humano, Ciência e Tecnologia, O Mundo da Construção, Transportes, Artes e Espetáculos, O Mundo dos Negócios, Mundo Político e Social e Proezas Humanas.
Como referenciar: Guinness Book in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-06-27 09:05:39]. Disponível na Internet: