Haifa

A cidade de Haifa, no Norte de Israel, situa-se na baía com o mesmo nome, no extremo leste do mar Mediterrâneo. A sua população estimada é de 283 400 habitantes (2004), estando integrada numa aglomeração urbana com mais de um milhão de habitantes. O edificado urbano estende-se pelas encostas norte do monte Carmel, que atinge os 545 metros.
É a principal cidade industrial de Israel, possuindo refinarias de petróleo e fábricas de construção naval que são as mais representativas para a economia da cidade. Contudo, são também de destacar as indústrias de cimento, de produtos químicos, de equipamento eletrónico e têxteis. Em Haifa está situada a principal base naval do país, bem como uma das principais universidades e um polo de desenvolvimento tecnológico, o Instituto de Tecnologia de Israel.
Curiosamente, apesar de apenas uma pequena parte da população ser considerada rural (10%), vivendo da prática da agricultura no planalto costeiro de Haifa, mais de metade da população vive em comunidades ou cooperativas, designadas de "kibbretzim" ou "moshavim". A existência de Haifa reporta-se ao século III, atribuindo-se aos cruzados da Idade Média a responsabilidade pelo seu desenvolvimento e pela importância que atingiu nessa época. Contudo, foi aquando da construção do caminho de ferro de ligação com Damasco, a capital da Síria, que esta cidade atingiu o seu maior desenvolvimento, tornando-se um polo industrial significativo. Como consequência desta prosperidade, Haifa foi disputada na guerra da Palestina, em 1948, e tornou-se um alvo dos mísseis iraquianos durante a guerra do Golfo, em 1991.
Entre os seus locais de interesse, destacam-se: a já referida Universidade de Haifa, que se localiza numa parte do monte Carmel, a 148 metros de altitude, onde se pode encontrar uma galeria de arte com trabalhos de artistas vítimas do holocausto; o Jardim da Escultura, que possui 22 estátuas de bronze atribuídas à cidade pela escultora Ursula Malbin; a Igreja e Mosteiro de Stella Maris, da Ordem das Carmelitas, que possui uma coleção de antiguidades e serviu de hospital para os soldados de Napoleão.
O Jardim Zoológico, o Jardim Botânico e o Museu da Natureza são também locais de interesse na cidade, possuindo várias espécies raras, assim como o Museu da Pré-História.
Como referenciar: Haifa in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-09-17 06:06:25]. Disponível na Internet: