Hal Hartley

Realizador e argumentista norte-americano nascido a 3 de novembro de 1959, em Long Island, Nova Iorque.
Estudou cinema na Universidade de Nova Iorque, em Purchase, onde se formou em 1984 e onde conheceu o ator Robert John Burke, que mais tarde entra em alguns dos seus filmes.
Em 1984, realiza a curta-metragem Kid, o seu projeto de fim de curso e, em 1989, realiza a sua primeira longa-metragem, The Unbelievable Truth (A Incrível Verdade), com Robert John Burke no principal papel. É a história de um romance entre uma adolescente e um homem que cumpriu pena por assassinato. No ano seguinte, faz a comédia dramática Trust (Uma Questão de Confiança), sobre uma adolescente que engravida, que lhe vale a nomeação para o prémio do Júri do Festival de Cinema de Sundance. Realiza depois várias curtas-metragens e, em 1992, faz Simple Men (Homens Simples), protagonizado novamente por Robert John Burke, sobre dois irmãos que procuram o pai que desapareceu. O filme ganhou a atenção dos críticos e fez sucesso junto de uma crescente série de fãs que entretanto ganhou. Segue-se o thriller romântico Amateur (Amador, 1994), considerado o seu trabalho mais conseguido, com Isabelle Huppert e Jason Donovan, sobre a história de uma ex-freira (Huppert) que escreve pornografia enquanto espera uma missão divina. Em 1995, realiza Flirt, uma extensão da sua curta-metragem com o mesmo nome de 1993, onde conta e reconta a mesma história três vezes sobre três casais passada em cenários diferentes: Berlim, Tóquio e Nova Iorque. Em 1997, realiza Henry Fool e recebe o prémio para o melhor argumento do Festival de Cannes. Trata-se da história insólita de uma relação: a de Simon (James Urbaniak) com Henry Fool (Thomas Jay Ryan), um escritor cujo impacto permite todas as especulações em torno do seu génio ou da sua eventual condição de impostor.
Em 2001, faz No Such Thing, uma abordagem contemporânea da história da Bela e o Monstro, produzido por Francis Ford Coppola e filmado na Islândia, com Sarah Polley e Julie Christie nos principais papéis.
Hartley criou uma produtora juntamente com o seu amigo Jerry Brownstein a True Fiction Pictures e, mais tarde. criou a sua própria companhia, a Possible Films Incorporated.
Como referenciar: Hal Hartley in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-02-21 11:45:59]. Disponível na Internet: