Halloween - O Regresso do Mal

Clássico dos filmes de terror norte-americanos realizado em 1978 por John Carpenter. Halloween foi produzido por Debra Hill, que também escreveu o argumento, a par de Carpenter. As interpretações foram de Donald Pleasence, Jamie Lee Curtis, Nancy Loomis, P. J. Soles e Charles Cyphers, entre outros.
O filme inicia-se em Haddonfield, na noite de Halloween de 1963. Num arrepiante plano-sequência, o pequeno Michael Myers observa a sua irmã mais velha, enquanto ela se fecha no quarto com um rapaz. Assim que este sai, Michael pega numa faca da cozinha e esfaqueia a irmã até à morte. Toda a sequência é mostrada em plano subjetivo, recurso que o realizador emprega bastante ao longo do filme. Quinze anos depois, Michael encontra-se encarcerado num asilo para criminosos loucos, mas consegue fugir na noite da véspera de Halloween. O seu psiquiatra, Sam Loomis (Donald Pleasence), acreditando que Michael é a encarnação do mal, persegue-o até à sua terra natal, Haddonfield, onde presume que ele tentará acabar o que iniciara em 1963. Os primeiros alvos de Michael são Laurie (Jamie Lee Curtis) e as suas amigas Annie (Nancy Loomis) e Lynda (P. J. Soles), a quem persegue durante o filme inteiro. Enquanto Laurie é responsável e faz o seu trabalho de baby-sitting, as suas amigas estão mais interessadas em arranjar parceiros para terem relações sexuais. O sexo irá ser o critério de escolha das presas prioritárias, ficando as virgens para o fim.
Apesar de ter edificado as bases dos filmes de terror sangrentos contemporâneos, Halloween é paradoxalmente muito pouco sangrento, apostando tudo na atmosfera de suspense verdadeiramente eletrizante, mais devedora de filmes como Psycho (1960), de Alfred Hitchcock. Um dos grandes contributos para o ambiente assustador é a banda sonora, também da autoria de John Carpenter, simples mas altamente eficaz.
Realizado com modestos meios, o filme tornou-se um sucesso e influenciou uma imensidão de cineastas e uma variedade de cópias. A sequela do filme surgiu em 1981 e a este seguiram-se diversas outras, sempre com muito menor qualidade e maior violência explícita. Foi também o filme que deu a conhecer Jamie Lee Curtis e a instituiu como scream Queen.
Como referenciar: Halloween - O Regresso do Mal in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-08-08 18:29:45]. Disponível na Internet: