Henry Purcell

Compositor inglês do início da época barroca, nasceu em 1659, em Londres, e morreu em 1695, na mesma cidade. Ficou conhecido por ter composto mais de 100 canções, a pequena ópera Dido e Eneias e The Fairy Queen, uma adaptação de Midsummer Night's Dream de Shakespeare.
Purcell iniciou os seus estudos musicais na capela real e, em 1677, foi nomeado compositor do rei. Dois anos depois, passou a ser organista da abadia de Westminster. Em 1683 publicou a sua primeira obra, constituída por 12 sonatas. A partir dessa data, escreveu várias composições para a Corte. Em 1689, dedicou às alunas de um colégio de Chelsea a ópera Dido e Eneias, a sua obra-prima. Desde essa altura, e até à sua morte, Purcell empenhou-se em compor música sacra e teatral. Uma doença fatal impediu-o de terminar a ópera The Indian Queen, que foi completada, depois da sua morte, pelo irmão,s Daniel Purcell. Alguns dos seus trabalhos foram publicados enquanto viveu, como Sonatas of III Parts (1683), Welcome to All the Pleasures, uma ode às festas de Santa Cecília, escrita em 1683 e publicada em 1684, e Dioclesian (1691). Depois da sua morte, a viúva publicou uma coleção de peças para cravo, música instrumental para teatro e Te Deum and Jubilate.
Dotado de um sentido melódico muito expressivo, Purcell compôs toda a sua obra encaminhando-se para a modernidade. As suas composições dirigiam-se, sobretudo, à Igreja, ao Estado, à corte e ao entretimento. Em todas as composições mostrou uma certa admiração pelo passado, combinada com a vontade de aprender com o presente.
Como referenciar: Henry Purcell in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-07-24 05:34:33]. Disponível na Internet: