higiene

A higiene engloba uma série de processos que se destinam a assegurar o bem-estar físico e psíquico dos indivíduos, bem como a sua articulação harmoniosa com o meio envolvente.
Ao nível do indivíduo, a higiene caracteriza-se por dois aspetos principais: a higiene física e mental.
A higiene física visa a manutenção de uma adequada limpeza do corpo, removendo a sujidade, secreções e microrganismos que, durante a atividade diária, se tenham instalado sobre ele, assegurando assim a manutenção da pele, mucosas e outras estruturas, em contacto com o meio externo, em condições ótimas, bem como uma adequada prevenção da instalação de parasitas ou agentes infeciosos, como vírus, bactérias e fungos. Engloba também a manutenção dos ritmos e hábitos de vida que respeitem as necessidades do organismo, como, por exemplo, uma adequada dieta (higiene) alimentar. A higiene mental caracteriza-se pela manutenção dos indivíduos em ambientes não causadores de stress excessivo, que sejam suscetíveis de desencadear perturbações psíquicas ou neurológicas, bem como a ausência de estímulos suscetíveis de desencadear essas mesmas alterações. Para a manutenção de uma adequada higiene mental, é necessário também o respeito pelo período do sono, variável consoante a idade e a atividade diária, afim de possibilitar não apenas a recuperação física, mas, também, psíquica, já que o sono é fundamental para o ordenamento da memória, principal interface das reações do organismo com o meio ambiente.
A higiene pode também ser analisada sob um ponto de vista ambiental e social.
Em termos ambientais, a manutenção de boas condições sanitárias é fulcral para a manutenção da higiene individual. A existência de sistemas de tratamento de lixo, águas residuais e águas para consumo é essencial para a conservação das populações de microrganismos potencialmente patogénicos a níveis baixos, reduzindo assim os riscos de contaminação microbiana dos indivíduos. A conservação da natureza e dos ecossistemas naturais é essencial para a manutenção da vida, já que eles asseguram a manutenção dos ciclos de energia e matéria, logo, a possibilidade de manutenção do planeta num equilíbrio higiénico homeostático.
A higiene social engloba os aspetos ambientais inerentes à sociedade humana, nomeadamente as relações interpessoais e os sentimentos de segurança, fatores cruciais para a manutenção de uma adequada higiene mental, logo, também física.
As preocupações com a manutenção da higiene são bem visíveis nas unidades de saúde, onde existem especialistas de higiene - individual e ambiental -, afim de assegurar uma boa saúde pública.
Como referenciar: higiene in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-06-04 01:53:48]. Disponível na Internet: