História da Poesia Moderna em Portugal

Opúsculo escrito sob a forma de "Carta a J. M. Nogueira Lima sobre A Grinalda". Considerando os "jornais de versos" os representantes mais paradigmáticos da poesia moderna, Teófilo Braga cita revistas como o Trovador, a Lira da Mocidade, a Miscelânea Poética, o Bardo, a Harpa do Mondego, o Novo Trovador e a Saudade, mas destaca a portuense Grinalda como documento imprescindível para a elaboração da história do Romantismo em Portugal, que em seguida resume, fazendo um constante confronto entre a realidade europeia e a portuguesa.
Como referenciar: História da Poesia Moderna em Portugal in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-06-04 18:15:15]. Disponível na Internet: