hóquei em patins

O hóquei em patins é um desporto coletivo, disputado entre duas equipas com cinco elementos cada, e é praticado tanto por homens como por mulheres em recintos fechados (rinques).
Pensa-se que a prática do hóquei terá começado na Antiguidade pré-clássica. Em Portugal, a origem deste desporto poderá estar ligada ao jogo da Choca, em que cada jogador usava um pau para bater numa bola de madeira. Só em 1710 é que surgiu o patim de quatro rodas, anteriormente usava-se uma espécie de cilindro em aço colocado a meio do calçado. Quarenta anos mais tarde apareceram os patins de rodas em linha, que evoluíram para o modelo de uma roda, em 1819, e para os patins de três rodas em 1825. Já em finais do século XIX princípios do século XX, o hóquei em patins apareceu como modalidade desportiva no Condado de Kent, em Inglaterra. O jogo rapidamente se difundiu para os restantes países europeus e só posteriormente para os outros continentes.
Em 1924, foi fundada a Federação Internacional de Patinagem em Rodas (FIPR) e com ela surgiram as primeiras regras do jogo, que ainda hoje se mantêm como o pilar dos regulamentos. O primeiro campeonato da Europa foi realizado dois anos mais tarde, em 1926, em Inglaterra. Em 1936 foi disputado o primeiro campeonato mundial, em Estugarda, na Alemanha, com os ingleses a sagrarem-se campeões. As competições foram interrompidas durante a Segunda Guerra Mundial e só foram retomadas em 1946, com o torneio internacional de Montreaux, na Suíça.
Em Portugal, a Federação Portuguesa de Patinagem foi fundada em 1924 e desde então é a responsável pela organização de todas as provas nacionais de hóquei em patins. Em 1947, Portugal sagrou-se pela primeira vez campeão do mundo, na prova disputada em Lisboa. e os êxitos internacionais sucederam-se para os portugueses, que têm dominado a modalidade a nível mundial, juntamente com espanhóis, italianos e argentinos. Em 1992, o hóquei em patins foi modalidade de exibição nos Jogos Olímpicos de Barcelona.
Como referenciar: hóquei em patins in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-09-30 03:40:56]. Disponível na Internet: