Hugh Grant

Ator inglês, Hugh John Mungo Grant nasceu a 9 de setembro de 1960, em Londres. Após ter obtido a licenciatura em Língua Inglesa pela Universidade de Oxford, decidiu fundar o grupo cómico The Jockeys of Norfolk, tendo percorrido os pubs e pequenos teatros da Inglaterra, protagonizando sketches humorísticos. Desempenhou um pequeno papel no filme Privileged (1982), naquela que foi a sua estreia cinematográfica. Em seguida, participou em diversas séries da BBC e da ITV como The Detetive (1985), The Last Place on Earth (1985), Honour, Profit and Pleasure (1985) e Ladies in Charge (1986). Em breve, tornou-se uma presença constante na televisão europeia, tendo até filmado em Espanha, onde desempenhou o papel do poeta Lord Byron em Remando al Viento (1987). Os convites para participar em cinema sucederam-se: em White Mischief (1988), contracenou com nomes como Sarah Miles, Greta Scacchi, Trevor Howard e John Hurt. O seu primeiro trabalho como protagonista chegou através de um convite do realizador James Ivory para filmar Maurice (1987). Seguiram-se The Dawning (Segredo de Guerra, 1988), onde contracenou com Anthony Hopkins, Nocturnes (1988), onde incorporou a figura histórica de Chopin, e o filme de terror The Lair of the White Worm (1988). O seu primeiro filme com dimensão internacional foi Bitter Moon (Lua de Mel, Lua de Fel, 1992), de Roman Polanski, a que se seguiu nova colaboração com Ivory, através de um papel secundário em Remains of the Day (Os Despojos do Dia, 1993). Mas a obra que viria a catapultar a sua carreira foi a comédia Four Weddings and a Funeral (Quatro Casamentos e um Funeral, 1994), onde personificou um jovem solteirão que não consegue manter um relacionamento afetivo estável, até que se apaixona perdidamente por uma americana (Andie MacDowell) durante um casamento de amigos comuns. O filme foi um êxito internacional, tendo Hugh Grant sido apelidado pela crítica de "o novo Cary Grant" devido à sua imagem de galã romântico. Surgiram convites para filmar em Hollywood: Restoration (Restauração, 1995) e Sense and Sensibility (Sensibilidade e Bom Senso, 1995). Mas um incidente quase lhe arruinou a carreira, quando foi preso por atentado à moral, ao ter sido descoberto a manter relações sexuais dentro do seu carro com uma prostituta. O escândalo coincidiu com o lançamento do filme Nine Months (Nove Meses, 1995), que veio a beneficiar da publicidade do caso "Divine Brown". Voltou às lides com o thriller Extreme Measures (Medidas Extremas, 1996), mas era no campo da comédia romântica que Grant se sentia mais à vontade: provou-o com os êxitos de Notting Hill (1999), Mickey Blue Eyes (1999), Bridget Jones's Diary (O Diário de Bridget Jones, 2001), About a Boy (Era Uma Vez um Rapaz, 2002), Love Actually (O Amor Acontece, 2003) e na sequela da vida de Bridget Jones Bridget Jones: The Edge fo Reason (O Novo Diário de Bridget Jones, 2004).
Como referenciar: Hugh Grant in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-08-25 01:33:48]. Disponível na Internet: