Hulk

Série de banda desenhada criada por Stan Lee (argumento) e Jack Kirby (desenho), tendo surgido pela primeira vez em maio de 1962, nos Estados Unidos da América (EUA), constituindo um grande sucesso da editora Marvel.
Hulk, também conhecido como o Gigante Verde, tem uma clara inspiração nos clássicos Frankenstein (de Mary Shelley) e Dr. Jekyll/Mr. Hyde (de Robert Louis Stevenson).
A transformação de Hulk aconteceu depois do Dr. Bruce Banner, cientista eminente que trabalha para o exército dos EUA, ter ficado exposto à radiação da bomba gama que estava a ser testada, radiação que o afetou de forma profunda e irremediável. À noite transforma-se no gigante verde que tem uma força avassaladora, tudo destruindo à sua passagem. Com o nascer do dia "regressa", de novo, à forma do pacato Bruce Banner.

O desenquadramento social de Hulk leva Bruce Banner, um homem sensível e assustado, a ter de conviver com extrema dificuldade com a bestialidade que a sua outra personalidade assume. Hulk é um ser que tem um modo de vida com o seu quê de pré-histórico, onde o instinto dita as regras, levando-o a debater-se constantemente com complexos problemas e a ser alvo de perseguição por parte dos seus inimigos e das autoridades. O lado romântico da série é marcado por Betty Ross, a eterna paixão de Bruce Banner, que conheceu logo no primeiro episódio da série, em 1962.

Inicialmente a personagem surgiu com coloração cinzenta, mas devido aos problemas que essa cor colocava ao nível da impressão a opção recaiu no verde que ficou a imagem de marca de Hulk.

De entre os desenhadores que sucederam a Jack Kirby, merecem especial referência Steve Ditko, Marie Severin, Herb Trimpe, Dale Keown (este nos anos 90), Adam Kubert (filho de Joe Kubert), John Romita Jr. e Gary Frank.
Peter David foi argumentista durante 12 anos (1987-1999), após os quais sucederam Paul Jenkins e Bruce Jones.

Grande sucesso constituiu o filme Hulk, realizado por Ang Lee para a Universal Pictures em 2003, que contou com a participação de Eric Bana (Hulk), Jennifer Connelly (Betty Ross), Sam Elliott e Josh Lucas nos principais papéis.

Em Portugal a sua primeira aparição ocorreu por via das populares e diversificadas revistas brasileiras distribuídas em Portugal, publicadas a partir do final dos anos 60 do século XX pela Ebal, GEA, Bloch, Rio Gráfica e Editora e Editora abril. A 24 de maio de 1980 deu-se a sua estreia "oficial" em Portugal, no suplemento "Quadradinhos" do jornal A Capital, seguindo-se a sua própria revista, O Incrível Hulk, durante quatro números publicados em 1983. Depois veio uma fase em que surgiram as suas histórias dispersas nas revistas de outras personagens da Marvel, publicadas pela Distri Editora, depois pela abril/Controljornal.

Em 2003 a Devir apostou fortemente na personagem: apresentou, com o Jornal de Notícias, a Coleção "O Incrível Hulk" (20 revistas), editou a adaptação em BD do filme estreado nesse ano, lançou o volume inaugural de um novo ciclo da série, sem esquecer que, com o Correio da Manhã, foi distribuído um volume da Coleção "Os Clássicos da Banda Desenhada" (Panini Comics e Devir).
Como referenciar: Hulk in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-12-10 08:28:20]. Disponível na Internet: