Ian Holm

Ator inglês, Ian Holm Cuthbert nasceu a 12 de setembro de 1931, na aldeia inglesa de Goodmayes. Frequentou a Academia Real das Artes Dramáticas, tendo ingressado em 1954 na prestigiada Royal Shakespeare Company, estreando-se com a peça Othello (1954). Nesta companhia, trabalharia com atores como Laurence Olivier, Charles Laughton, Ralph Richardson e John Gielgud. A sua primeira prestação cinematográfica limitou-se a uma breve figuração na comédia Girls at Sea (1958). Pelo seu trabalho na peça Henry V, em 1965, recebeu o prémio para melhor ator atribuído pelo jornal londrino Evening Standard. Em 1967, decidiu apresentar na Broadway a peça The Homecoming, de Harold Pinter. A peça manteve-se em cartaz durante dois anos e valeu a Holm um Tony. O realizador John Frankenheimer convidou-o para desempenhar um pequeno papel em The Fixer (O Homem de Kiev, 1968), mas após as rodagens, Holm decidiu regressar a Inglaterra, onde continuou a manter uma profícua carreira teatral e televisiva. Nas grandes produções cinematográficas, foi convidado a assumir papéis de destaque em Oh! What a Lovely War (Oh! Que Delícia de Guerra, 1969), Mary, Queen of Scotts (Duas Rainhas, 1971), Nicholas and Alexandra (Nicolau e Alexandra, 1971), Young Winston (O Jovem Leão, 1972), Juggernaut (Código: Juggernaut, 1974) e Robin and Marian (A Flecha e a Rosa, 1976), este último no papel de Rei João. Em 1976, durante a exibição da peça The Iceman Cometh, teve um ataque de pânico e desenvolveu um caso grave de "medo de palco" que o obrigou a estar ausente das representações teatrais até 1979. Nesses três anos, trabalhou essencialmente em televisão e cinema, tendo feito parte do elenco de luxo da minissérie Jesus of Nazareth (Jesus da Nazaré, 1977). Desempenhou o papel de androide em Alien (Alien, o Oitavo Passageiro, 1979), antes de ter interpretado a personagem que o celebrizaria definitivamente: o de treinador de atletismo Sam Mussabini, em Chariots of Fire (Momentos de Glória, 1981). A sobriedade e energia que emprestou à personagem verídica do treinador que guindou o corredor Harold Abrahams à medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de Paris valeu-lhe a nomeação para o Óscar de Melhor Ator Secundário. Deslumbrou a crítica pela sua interpretação de Napoleão em Time Bandits (Os Ladrões do Tempo, 1981) e tornou-se um dos atores mais requisitados durante as décadas de 80 e 90, interpretando filmes como Greystoke: The Legend of Tarzan, Lord of the Apes (Greystoke, a Lenda de Tarzan, 1984), Brazil (Brazil - o Outro Lado do Sonho, 1985), Henry V (Henrique V, 1989), Mary Shelley's Frankenstein (Frankenstein de Mary Shelley, 1994), The Madness of King George (A Loucura do Rei Jorge, 1994) e The Fifth Element (O Quinto Elemento, 1997). Foi armado cavaleiro do reino pela rainha Isabel II de Inglaterra em 1990, como forma de reconhecimento pelo seu contributo para a dignificação do teatro britânico. Mais tarde, interpretou o célebre assassino em série da Londres vitoriana em From Hell (A Verdadeira História de Jack, o Estripador, 2001). Mas para as gerações mais novas, Holm ficou imortalizado como o hobbitt Bilbo Baggins nos sucessos Lord of the Rings: The Fellowship of the Ring (O Senhor dos Anéis: a Irmandade do Anel, 2001)e Lord of The Rings: The Return of the King (O Senhor dos Anéis: o Regresso do Rei, 2003).
Como referenciar: Ian Holm in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-07-23 20:43:38]. Disponível na Internet: