Ian McEwan

Escritor inglês, Ian McEwan nasceu a 21 de junho de 1941, em Aldershot, uma cidade militar no Sul de Inglaterra. Filho de um oficial do Exército Britânico, acompanhou-o nos seus destacamentos, passando por isso grande parte da sua infância em lugares tão longínquos como a Alemanha, Singapura ou a Líbia.
Pouco tempo depois de ter atingido a idade escolar, foi enviado para Inglaterra, onde ingressou num internato estatal, o Woolverstone Hall de Suffolk. Após ter concluído o ensino secundário, transitou para a Universidade do Sussex, onde conseguiu um bacharelato em Literatura Inglesa no ano de 1970. Prosseguiu os seus estudos na Universidade de East Anglia, onde frequentou um curso de Escrita de Criação lecionado pelos romancistas Malcolm Bradbury e Angus Wilson.
Começou então a publicar os seus primeiros contos nesta época, em revistas literárias de renome, como a American Review e a Transatlantic Review, chegando a apresentá-los como a sua tese de licenciatura. Em 1975 apareceram seis deles reunidos no seu primeiro livro, First Love,Last Rites., obra que venceu o Somerset Maugham Award no ano seguinte.
Em 1978 publicou uma outra compilação de contos, In Between the Sheets and Other Stories (1978), também retratando uma juventude oprimida por comportamentos sexuais anormais e pela desagregação familiar, e o seu primeiro romance, The Cement Garden (1978). Nesta obra, McEwan conta a história de quatro órfãos que decidem viver sós após a morte dos pais, chegando por isso a cimentar o cadáver da mãe na cave.
Seguiu-se The Comfort of Strangers (1981), uma história fantástica passada em Veneza, e que foi nomeada para o Booker Prize, na categoria de ficção. The Child in Time, romance que conta a história de uma criança raptada, foi publicado em 1987, e acabou vencedor do Whitbread Novel Award, consagrando-o como escritor.
Seguiram-se The Innocent (1990), uma história de amor passada em Berlim, no pós-guerra, Black Dogs (1992), análise histórica dos acontecimentos mais marcantes do século XX, Enduring Love (1997), em que um homem é vítima de um acidente de balão e Amsterdam (1998), descrito como uma fábula dos nossos dias, e que ganhou o Booker Prize, na categoria de Ficção nesse mesmo ano.
Em 2001 apareceu Atonement, romance nomeado para vários prémos literários de gabarito e que evoca mais uma vez o fenómeno da Segunda Guerra Mundial.
Ian McEwan foi também responsável pela criação e adaptação de argumentos para cinema e televisão, de que se destacam a sua versão cinematográfica da sua própria obra The Cement Garden (1978) e do romance Sour Sweet (1988) de Timothy Mo.
Como referenciar: Ian McEwan in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-10-30 20:19:10]. Disponível na Internet: