Igreja da Misericórdia de Chaves

Situada na Praça de Camões - coração da zona histórica da cidade de Chaves -, a Igreja da Misericórdia desta cidade nortenha é um edifício notável. A instalação da Misericórdia em Chaves apenas aconteceu depois de 1580. No entanto, a sua igreja só foi construída na segunda metade do século XVII, estando marcada por uma exuberante e harmoniosa estética barroca.
O acesso à igreja da Misericórdia é realizado por uma ampla escadaria. Proporcionalidade e harmonia ressaltam da fachada deste templo da segunda metade do século XVII, adotando uma depurada gramática barroca. Os cunhais da frontaria são marcados por pilastras capitelizadas e em granito. O andar térreo é aberto por três vãos de arco pleno gradeados, que estabelecem um pórtico inicial. Adossadas aos seus pilares estão quatro colunas espiraladas, de capitéis coríntios e assentes em pedestais decorados, esquema que se repete no andar superior e sobre um entablamento ressaltado, ladeando três janelas de sacada e de verga direita com balaustrada. A forte cornija é marcada por volumosos e bojudos pináculos, no meio dos quais se destaca um coroamento ladeado por aletas e volutas rodeando um nicho central com um baixo-relevo alusivo à glorificação da Misericórdia, sobrepujado por frontão curvo interrompido e encimado por cruz latina.
Por sobre o átrio situa-se o coro alto. O corpo da igreja é de nave única, com as suas paredes valorizadas com o revestimento de azulejos do século XVIII, desenhando delineadas arquiteturas que enquadram episódios do Antigo e do Novo Testamento. Estes azulejos barrocos são atribuídos à oficina da família Oliveira Bernardes. O teto da igreja está pintado com uma Visitação, composição realizada em 1743 pelo pintor Jerónimo da Rocha Braga.
A capela-mor expõe um grandioso retábulo de talha dourada, composição barroca do século XVIII, enquanto a sacristia guarda algumas pinturas de qualidade, nomeadamente uma tábua do século XVII e alusiva ao Purgatório.
Como referenciar: Igreja da Misericórdia de Chaves in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-09-19 17:37:05]. Disponível na Internet: