Igreja Matriz de Arcos de Valdevez

No centro histórico-monumental da vila minhota de Arcos de Valdevez foi edificada a Igreja Matriz com invocação do Senhor Salvador. A Igreja Matriz de Arcos de Valdevez foi edificada sobre as ruínas de uma igreja mais antiga. As suas obras terão decorrido no período compreendido entre 1690 e 1700.
Do seu desgracioso e desequilibrado exterior, característico do austero Barroco de província de finais do século XVII, relevo apenas para uma obra posterior, datada da segunda metade do século XVIII, e que se encontra adossada a uma das paredes laterais do templo. Trata-se da Capela do Calvário - obra atribuível ao notável arquiteto do barroco bracarense, André Soares. O interior apresenta uma ampla nave única. As suas paredes são revestidas por policromos azulejos de "tapete" dos finais do século XVII, contrastando graciosamente com o brilho de um retábulo de talha dourada barroca. Realce ainda para o batistério, revestido com silhares de azulejos setecentistas, azuis e brancos.
De grandes dimensões e boa fatura são os retábulos de talha dourada barroca da capela-mor e das colaterais - filiando-se no Estilo Nacional e datáveis dos finais de Seiscentos. No frontal de altar da Capela do Santíssimo Sacramento é de realçar a interessante representação da "Última Ceia de Cristo", relevo em madeira policromada. Na estrutura de talha barroca da capela-mor sobressaem as esculturas de dois grandes anjos-tocheiros, peças em madeira do Barroco Joanino da primeira metade do século XVIII. De mencionar também a belíssima escultura setecentista de S. Brás num elegante trabalho de madeira estofada e policromada.
São ainda visíveis no solo de pedra da igreja alguns belos túmulos armoriados e brasonados, assinalando a última morada de importantes figuras locais.
Como referenciar: Igreja Matriz de Arcos de Valdevez in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-10-24 01:28:56]. Disponível na Internet: