Igreja Matriz de Figueiró dos Vinhos

Dedicada a S. João Batista, a Matriz de Figueiró dos Vinhos é uma construção quinhentista e apresenta uma fachada de linhas muito simples, onde se realça o portal renascentista coroado por um nicho albergando o orago. A empena é limitada por um rendilhado flordelisado em pedra, sobrepujado por uma cruz. De salientar ainda na fachada a torre sineira rematada por um varandim, igualmente rendilhado em pedra, seguida de coruchéu manuelino facetado e com duas molduras cordiformes.
Interiormente, é constituída por três naves e dividida em cinco tramos, com colunas jónicas em granito e cobertura de madeira, sendo a central de três águas e as laterais apenas de uma. No lado esquerdo da entrada, destaca-se uma arca tumular quatrocentista com as faces esculpidas e suportada por dois leões. A face maior da pedra é policromada e representa um tecido bordado, onde estão adossados dois brasões, do senhor de Figueiró e de sua mulher. Nos topos da arqueta encontram-se esculpidas cenas da passagem das almas dos defundos para o Paraíso. Esta peça é envolvida por um cordão entrançado com borlas nas cabeceiras. A capela-mor apresenta as paredes recobertas, até à sanca, de bons azulejos monocromáticos setecentistas, versando sobre a vida de S. João Batista, possivelmente da autoria de Oliveira Bernardes. O retábulo de talha dourada, dos inícios de Oitocentos, com colunas salomónicas a moldurar a tribuna, ostenta tela figurando o Batismo de Cristo, pintura datada de 1904.
Num dos altares, sob arco gótico de ponta rematado por cogulho e assente em colunas capitelizadas, pode ver-se uma imagem de Cristo Crucificado, da autoria de Simões de Almeida, bem assim como um "Gólgota" atribuído a José Malhoa. No altar da direita podemos encontrar ainda uma escultura da Santíssima Trindade, de pedra policromada, do século XV. Merecedoras de atenção são também as pinturas sobre madeira, uma, do lado esquerdo, a Adoração dos Pastores, e a outra a Adoração dos Magos - ambas belos exemplares de pintura maneirista.
Possui ainda esta igreja um órgão do século XVII e uma pintura sobre madeira no coro, atribuída a Simão Rodrigues e representando a Degolação de S. João Batista. Excecional trabalho é o do púlpito em forma de cálice. Das alfaias religiosas, o destaque vai para uma cruz processional.
Como referenciar: Igreja Matriz de Figueiró dos Vinhos in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-08-25 13:46:40]. Disponível na Internet: