Igreja Matriz de Penafiel

O desenvolvimento do povoado nos alvores da Idade Moderna terá levado o mercador João Correia a renovar a Igreja Matriz de Penafiel em 1510, reconstruindo-a ao gosto da estética manuelina.
Desta construção resta apenas a capela-mor, utilizada hoje como capela funerária. A edificação do templo atual ocorre pelos finais da década de 50 do século XVI. No portal aparecem inscritas duas datas - 1561 e 1570 -, sendo esta última a da conclusão da obra. Sofreu ainda alterações no século XVII e nos meados do XIX, por interferência do Governo Civil do Porto.
A fachada é marcada pelo pórtico - tratado como uma estrutura retabular maneirista - e por duas janelas laterais. O arco pleno, que encerra a porta, é sustentado por dois pares de colunas jónicas e encimado por entablamento classicista. Este é seguido por nicho retangular, delimitado por pilastras, onde se encontra representado S. Martinho repartindo a sua capa com um pobre. A coroar este conjunto vê-se um óculo inscrito numa moldura quadrada. À esquerda da igreja sobressai a torre sineira de planta quadrangular, com duas ventanas em cada face abertas em arco de volta perfeita. O corpo do templo, do tipo amplo de "igreja-salão", divide-se em três naves com abóbada reforçada por arcos torais, sustentada por colunas jónicas. À entrada, dois robustos pilares sustentam o coro alto, juntamente com mísulas jónicas tratadas como capitéis.
A capela-mor encontra-se muito alterada, apresentando cobertura de pedra em abóbada de caixotões, apoiada em cimalha reta. Na ousia mostra-se um bonito e luminoso retábulo "rocaille".
O absidíolo do Evangelho ostenta uma bonita imagem de N. Sra. do Rosário e um altar proveniente do templo antigo. A capela colateral direita, aumentada por volta de 1769 - altura em que se construiu a sacristia -, possui um retábulo igualmente de linhas "rocaille". Esta é dedicada ao S. Sacramento e fechada por grade.
No espaço anteriormente ocupado pela capela do Mercador João Correia, pode-se apreciar um retábulo neo-gótico, sem relevo artístico de maior.
Como referenciar: Igreja Matriz de Penafiel in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-06-02 00:36:59]. Disponível na Internet: