Igreja Matriz de Sernancelhe

A antiga vila de Sernancelhe, no distrito de Viseu, possui uma imponente Igreja Matriz, construída originalmente entre os séculos XII-XIII, sob a vigência da arte românica. Numa das paredes exteriores do templo é visível a inscrição do ano de 1210. Contudo, o templo seria parcialmente remodelado no século XVII, sem que essa intervenção apagasse os traços românicos anteriores. Está classificada como Monumento Nacional.
Maciça, a frontaria granítica é antecedida de alguns degraus, rasgando-se nela um portal românico de três arquivoltas, sendo o arco interno decorado por renque de dez anjos esculpidos. O tímpano de linhas ondeadas é preenchido por relevos vegetalistas e geométricos. Os arcos de volta perfeita repousam sobre três pares de colunas com capitéis de cariz fitomórfico. Ao nível das arquivoltas, o portal é ladeado por dois baldaquinos, sob os quais se abrigam figuras de santos e os evangelistas; de um lado estão três imagens, dois evangelistas do tetramorfo rodeando S. Pedro, enquanto no outro figuram os dois restantes acompanhando o Apóstolo S. Paulo. O edifício é rematado por uma empena triangular, flanqueado por urnas sobre pedestais e, ao centro, ergue-se uma cruz latina. Lateralmente, desenvolve-se a torre sineira quadrangular e robusta, rasgada por ventanas e marcada na cornija por pináculos triangulares sobre pedestais.
O corpo da igreja é formado por uma só nave, rasgando-se nas suas paredes laterais três capelas. A que se abre no lado direito terá sido usada como capela funerária da família dos condes da Lapa, enquanto as duas do lado oposto expõem interessantes e esculturas hagiográficas de madeira.
A capela-mor possui um grande altar barroco em talha dourada. Uma campanha de obras realizada pela Direção-Geral de Edifícios e Monumentos Nacionais (D. G. E. M. N.) na década de 70 deste século, pôs a descoberto importantes frescos murais quinhentistas, que estavam ocultados por dois retábulos de pintura em madeira. Esses frescos representam a Sra. do Rosário e a Virgem do Apocalipse rodeada por uma composição floral. Nas paredes da ousia contemplam-se quatro pinturas, duas delas em madeira e filiando-se na oficina de Vasco Fernandes - o famoso pintor viseense mais conhecido por Grão Vasco.
Como referenciar: Igreja Matriz de Sernancelhe in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-08-24 18:35:34]. Disponível na Internet: