Igreja Matriz do Redondo

Ampla e austera Igreja Matriz consagrada a N. Sra. da Assunção, localizada no Redondo, uma vila do distrito de Évora. A atual construção religiosa veio substituir um templo mais antigo que se filiava no período de vigência da arte gótica.
Este primitivo templo desmoronou-se em 1571, começando o novo a ser reerguido sob o patrocínio da Mitra eborense, enquanto ficava encarregue da empreitada o mestre Manuel Rodrigues. Esta campanha prolongou-se pelo século XVII e arrastou-se, juntamente com outras obras, até ao ano de 1787. A nível da decoração interna, a maior remodelação ocorreu no século XVIII, de acordo com a vontade do arcebispo D. Frei Miguel de Távora.
Em 1818, parte da sua volumetria foi alterada devido a obras de remodelação.
A fachada é caiada e dominada pela simplicidade das formas arquitetónicas e pela contenção dos motivos decorativos. O portal nobre, de linhas retas e austeras, é encimado por janelão de linhas mistilíneas e por frontão triangular curvilíneo. Flanqueiam o corpo central duas torres sineiras, rasgadas por ventanas com sinos e cobertas por cúpulas, que são marcadas por pináculos angulares. A empena central é de forma trapezóidal, reforçada por linhas ondeadas, vendo-se axialmente um pedestal com cruz latina, ladeado por pináculos piramidais.
Interiormente, a igreja apresenta nave única e capela-mor. As paredes laterais são rasgadas por arcos de volta perfeita, onde se abrigam diversos altares em talha dourada, do barroco setecentista. Num deles está colocado um Cristo em marfim, obra de arte seiscentista e de matriz Indo-portuguesa.
O contraste de talha dourada acentua-se com o jogo de coloração azul e branco dos painéis de azulejos que forram parte das paredes laterais. Este revestimento cerâmico do barroco setecentista, é alusivo a vários episódios da vida de Cristo e da Virgem, tendo sido atribuído a uma oficina de Lisboa.
Esta decoração azulejar estende-se às paredes da ousia, impondo-se neste espaço uma aparatosa composição retabular, obra barroca do século XVIII em talha dourada. Este retábulo-mor apresenta no camarim uma tela da Anunciação, obra barroca realizada em 1740 pelo pintor José Xavier de Castro.
Como referenciar: Igreja Matriz do Redondo in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-11-27 12:23:38]. Disponível na Internet: