Igreja Românica de Abade de Neiva

Na povoação de Abade de Neiva, que integra o concelho de Barcelos, localiza-se uma igreja do século XII, interessante edifício que se filia no característico românico do Norte.
A edificação da igreja românica de Abade de Neiva terá sido realizada cerca do ano de 1152, data da fundação da própria povoação. Esta iniciativa deve-se ao patrocínio da mulher de D. Afonso Henriques, a rainha D. Mafalda, que teria pretendido erguer um mosteiro que nunca foi concluído, ficando desse empreendimento apenas a igreja.
O abade responsável pela gestão da povoação e do seu património era nomeado pela Casa de Bragança, auferindo enormes rendimentos provenientes de lutuosas e de multas, das quais não era obrigado a prestar contas à casa real portuguesa. Sem relevo artístico de maior no seu interior, o templo apresenta na fachada principal um portal formado por três arquivoltas ligeiramente arquedas, repousando em oito colunas desadornadas, contendo belos capitéis ornamentados com figuras humanas (um músico a tocar viola de arco e uma bailadeira, entre outros) e motivos animalistas (duas aves a beber de um cálice).
A fachada foi acrescentada, possivelmente no século XIII e no reinado de D. Dinis, com uma poderosa torre sineira, a qual foi objeto de uma intervenção recente que a descaracterizou.
Lateralmente abrem-se portas de linhas simples e desadornadas. Corre ao longo da cornija do templo uma interessante cachorrada com motivos da imaginária românica, notando-se modilhões que incorporam cabeças antropomórficas, zoomórficas e temática geometrizante diversa.
Como referenciar: Igreja Românica de Abade de Neiva in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-08-21 16:38:53]. Disponível na Internet: