Ilda Figueiredo

Deputada e vereadora portuguesa nascida em 1949, em Troviscal, Oliveira do Bairro. Passou parte da juventude em Troviscal, até se mudar para Chaves com a família.
Casou aos 19 anos, tendo ido viver para Vila Nova de Gaia e nessa época começou a estudar Economia na Universidade do Porto. Licenciou-se em 1973, numa altura em que já dava aulas em Gaia como professora primária.
Entretanto, tinha passado por Aveiro, onde fez parte da Juventude Operária Católica. Nessa altura começou a sentir os ideais de solidariedade que a levaram a inscrever-se no Partido Comunista Português (PCP) em 1974. Pouco depois, começou a colaborar no Sindicato Têxtil do Porto, onde passou a trabalhar a tempo inteiro como técnica sindical em 1977. Em 1979 foi eleita pela primeira vez deputada à Assembleia da República pelo PCP, funções que manteve até 1991.
Em simultâneo, desempenhou funções de vereadora na Câmara de Vila Nova de Gaia entre 1983 e 1990, sendo de destacar o seu trabalho em defesa do ambiente, pois ficou encarregue do Pelouro do Ambiente e Jardins. Em 1994 voltou a desempenhar funções autárquicas ao ser eleita vereadora para a Câmara Municipal do Porto, onde se manteve até 1999, após uma reeleição em 1997. No primeiro mandato ficou com o Pelouro da Saúde e Sanidade e pertenceu ao Conselho de Administração dos Serviços Municipalizados da Água e Saneamento. No segundo mandato, devido a desentendimentos com o presidente da Câmara, o socialista Fernando Gomes, não teve nenhum pelouro atribuído.
Em 1999 Ilda Figueiredo foi eleita pelas listas do PCP para um lugar no Parlamento Europeu, onde pertence ao Grupo da Esquerda Unitária Europeia/Esquerda Verde Nórdica, e reeleita em 2004. Em 2002 assumiu também o cargo de deputada na Assembleia Municipal de Gaia.
A intensa atividade política não impediu que continuasse a lecionar com regularidade, tendo dado aulas de pré-escolar, primário, preparatório, técnico, secundário, superior, pós-graduações e formação de professores.
Em setembro de 2003 Ilda Figueiredo lançou o livro No Mar Não Há Árvores, com reflexões sobre o Portugal e o mundo no pós-11 de setembro, depois de já ter publicado Educar para a Cidadania (1999). É colaboradora regular em diversos órgãos de comunicação social.
Como referenciar: Ilda Figueiredo in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-10-17 20:08:03]. Disponível na Internet: