Índice de Desenvolvimento Humano (IDH)

Indicador, adotado desde 1990 pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento, que engloba informações de âmbito demográfico, cultural e económico acerca de um determinado país, de modo a permitir comparar a nível mundial a realização das necessidades humanas consideradas básicas e prioritárias.
As variáveis para o cálculo deste indicador são três: a esperança média de vida, para medir a longevidade; a taxa de alfabetismo, para medir o nível de instrução; e o Produto Interno Bruto (PIB) per capita, como indicador de rendimento.
O valor do IDH varia entre 0 e 1, sendo este último valor o que revela as melhores condições socio-económicas, e por isso considerado um objetivo a alcançar por todos os países. Encontra-se dividido em três classes: é considerado elevado quando o valor é igual ou superior a 0,800; médio quando abrange valores entre os 0,500 e os 0,799; e baixo se for inferior a 0, 500.
Na generalidade, o Canadá, a Noruega e os Estados Unidos da América são os países que possuem os valores mais elevados no ranking mundial. Por outro lado, o Burundi, o Burkina Faso e a Etiópia são os que apresentam um IDH mais baixo.
Como referenciar: Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-07-10 22:34:36]. Disponível na Internet: