Inglês de Sousa

Escritor, professor e advogado brasileiro, Herculano Marcos Inglês de Sousa nasceu a 28 de dezembro de 1853, em Óbidos, no Estado do Pará (Brasil).
Realizou os seus estudos secundários no Maranhão e concluiu, em 1876, o curso de Direito pela Faculdade de São Paulo. No ano seguinte, fundou com António de Andrade e Silva uma revista de ciências, artes e letras, a Revista Nacional. Inglês de Sousa, um positivista e liberal, exerceu os cargos de presidente das províncias de Sergipe e de Espírito Santo. Ao estabelecer-se no Rio de Janeiro, foi advogado, presidente do Instituto dos Advogados Brasileiros, banqueiro, jornalista e professor de disciplina de Direito Comercial e Marítimo na Faculdade Livre de Ciências Jurídicas e Sociais.
Inglês de Sousa, introdutor do Naturalismo no Brasil, publicou, em 1876, os seus primeiros romances - O Caulista e História de um Pescador - e, um ano depois, O Coronel Sangrado, todos com forte orientação regionalista e sob o pseudónimo de Luís Dolzani. Com esse mesmo nome, escreveu ainda os romances O Missionário (1891) e Contos Amazónicos (1893) que apresentam esses regionalismos combinados com processos de escrita inspirados em Zola.
Inglês de Sousa, membro fundador da Academia Brasileira de Letras, faleceu a 6 de setembro de 1918, no Rio de Janeiro.
Como referenciar: Inglês de Sousa in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-08-04 09:14:25]. Disponível na Internet: