Inocêncio VIII

Papa italiano, filho de Teodorina de Mari e de Arano Cibo (funcionário da administração da justiça), João Batista Cibo nasceu em 1432 em Génova.
Pai de dois filhos naturais, Francescheto e Teodorina, estudou em Pádua e em Roma. Recebeu depois a ordem sacerdotal e foi nomeado em 1467 bispo de Savona. Cinco anos depois transferiu-se para o de Molfetta (Bari), em 1473 tornou-se cardeal de Santa Sabina (Roma) e depois de Santa Cecília.
A sua eleição a papa, a 29 de agosto de 1484, foi sustentada pelo cardeal Juliano della Rovere, com quem tinha uma estreita amizade. Foi este mesmo cardeal que esteve por trás da maioria das decisões políticas tomadas por Inocêncio VIII, de brando carácter. O pontífice outorgou aos Reis Católicos os benefícios do reino de Granada e o direito de apresentação e de patronato de todos os bispados, em 1486. Granada não tinha sido conquistada nesta altura, mas quando efetivamente o foi, em 1492, Inocêncio dirigiu-se em procissão à igreja espanhola de Santiago (Roma) para rezar uma missa de ação de graças.
Apesar de Sisto IV já ter falecido, a família della Rovere continuava a exercer o seu poder na Santa Sede, em luta com as famílias Colonna e Orsini, que foram conseguindo, por sua vez, o domínio sobre territórios adjacentes a Roma. Desta forma, o papa apenas podia sustentar-se neste sistema de poderes em constante colisão. Por outro lado, tentou estabelecer a paz com os Médicis, ao casar o seu filho com Magdalena, filha de Lourenço. Também nomeou cardeal o filho deste, João (que seria o futuro papa Leão X), que apenas tinha treze anos.
A obra De omni re secibili (uma compilação de ideias de autores judeus, gregos, caldeus e latinos), de Pico della Mirandola, foi condenada por este pontífice como antidogmática. Emitiu igualmente a bula Summis desiderantes affectibus, em dezembro de 1484, onde se concediam todos os poderes à Inquisição para lutar contra a superstição e bruxaria.
O seu pontificado terminou a 25 de julho de 1492. Foi sepultado na basílica de São Pedro do Vaticano.
Como referenciar: Inocêncio VIII in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-12-13 22:05:31]. Disponível na Internet: