instrumentos de reflexão

Os instrumentos de dupla reflexão como o octante ou oitante e o sextante vieram aumentar muito o rigor da determinação das medidas angulares, com um interesse especial para a avaliação das alturas dos astros e, consequentemente, para o rigor da navegação.
O funcionamento destes instrumentos baseia-se na reflexão da imagem do astro sucessivamente em dois espelhos, tornando possível fazer coincidir o horizonte com a imagem do astro na mesma mirada. A leitura do ângulo na escala, cujas unidades são a metade do seu valor real, é facilitada por um nónio. A partir de 1777 ela tornou-se muito mais rigorosa devido aos trabalhos de Ramsden, que inventou a máquina de graduação das escalas dos instrumentos.

Como referenciar: Porto Editora – instrumentos de reflexão na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-10-26 12:09:06]. Disponível em