Inter de Milão

O clube italiano de futebol Inter de Milão foi fundado a 9 de março de 1908 por um grupo de jogadores dissidentes do Milan Cricket and Football Club, atualmente AC Milão. O nome Inter deriva da opção dos seus fundadores de aceitarem jogadores estrangeiros na sua equipa. Desde essa época, o clube tem o equipamento azul e preto.
Em 1910 o Inter de Milão ganhou o seu primeiro título nacional. O capitão era Virgílio Fossati, que viria a falecer em combate durante a Primeira Guerra Mundial.
Passados dez anos sobre a primeira conquista, o Inter voltou a triunfar na liga italiana. E mais dez anos se passaram até ao terceiro título, que chegou em 1930, numa altura em que o clube se chamava Ambrosiana - Inter por imposição do regime fascista. Ainda com esta designação foi conquistado mais um título em 1938 e outro em 1940. Nessa altura, a estrela da formação era Giuseppe Meazza, que viria a dar o nome ao estádio de San Siro, em Milão, em 1980.
Em 1945, após o final da Segunda Guerra Mundial, o clube voltou a ter a anterior denominação de Inter de Milão.
A equipa continuou a figurar entre as melhores de Itália, mas foi em 1963 que se iniciou a era do "Inter Grande", treinado por Helenio Herrera. O Inter ganhou o campeonato em 1963, 1965 e 1966, mas, principalmente, duas taças dos Campeões Europeus, a mais importante prova europeia de clubes. Em 1963/1964 derrotou na final o Real Madrid, de Espanha, e na temporada seguinte bateu o Benfica por 1-0. Ainda em 1964 e 1965 ganhou duas Taças Intercontinentais, derrotando em ambas as edições o Independiente, da Argentina. Na altura brilhava na equipa o espanhol Suarez, que Herrera trouxe do Barcelona.
O Inter entrou num período de menor sucesso, destacando-se apenas as vitórias nos campeonatos de 1971 e 1980, ano em que despontou Altobelli.
Quase dez anos depois, em 1989, o Inter voltou a conquistar o campeonato italiano, sendo treinado na altura por Giovanni Trapattoni. Na equipa alinhava o alemão Lothar Matthaus, que em 1990 se tornou no primeiro jogador do Inter a ganhar a Bola de Ouro, troféu que distingue o melhor jogador europeu.
Em 1991, o Inter regressou aos triunfos europeus com a vitória na Taça UEFA frente à Roma. Três anos depois repetiu a façanha, desta vez derrotando o Casino Salzburgo, da Áustria.
Em 1998, o brasileiro Ronaldo tornou-se no primeiro futebolista do Inter a conquistar o título de melhor jogador do Mundo instituído pela FIFA, a federação internacional de futebol. Ainda nesse ano, o clube milanês conquistou a sua terceira Taça UEFA ao bater na final a Lazio de Roma. Na equipa, para além de Ronaldo, estavam craques como Djorkaeff e Zamorano. Mais tarde, juntou-se a eles o português Paulo Sousa, que permaneceu no clube durante uma época.
Em 2005/2006 foi a vez de ingressar no Inter o internacional português Luís Figo, que nessa temporada venceria a Taça de Itália, depois de bater o Roma.
Como referenciar: Inter de Milão in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2021. [consult. 2021-05-17 04:46:09]. Disponível na Internet: