Isabella Rossellini

Atriz e modelo italiana, de nome completo Isabella Fiorella Elettra Giovanna Rossellini, a atriz nasceu a 18 de junho de 1952, em Roma. Filha da famosa atriz sueca Ingrid Bergman e do conceituado realizador italiano Roberto Rossellini, Isabella cresceu em Itália e, aos 19 anos, foi estudar para os Estados Unidos da América. De volta a Roma, trabalhou como tradutora e jornalista. Em 1976, apareceu pela primeira vez no grande ecrã, num pequeno papel ao lado da mãe, no filme A Matter of Time, de Vincent Minnelli. Entretanto, iniciou uma carreira de modelo muito bem sucedida, tendo sido o rosto da marca de cosméticos Lancôme durante vários anos, um contrato que lhe rendeu milhões, e aparecido em inúmeras capas de revista. Em 1979, casou com o realizador Martin Scorsese, de quem se divorciou em 1983. Quando a sua carreira de modelo ia de vento em popa, e após alguns filmes pouco marcantes, Isabella aceitou um papel que iria marcar positivamente a sua carreira de atriz, no surpreendente e bizarro filme Blue Velvet (Veludo Azul, 1986), de David Lynch, o qual foi nomeado para os Óscares da Academia. Aí, encarnava uma cantora de um clube noturno de uma pequena cidade americana, com um visual assumidamente de mau gosto, o que contrastava com a imagem perfeita que possuía fora dos ecrãs. A atriz preferia escolher papéis em filmes menos comerciais, que constituíam sempre grandes desafios, com a exceção da produção de Hollywood Cousins (Entre Primos, 1989). Voltou a juntar-se a David Lynch no êxito Wild at Heart (Coração Selvagem, 1990), que arrecadou a Palma de Ouro no Festival de Cannes. Em 1992, desempenhou um papel simpático e vistoso na comédia negra Death Becomes Her (A Morte Fica-lhes tão Bem), ao lado de Bruce Willis e Meryl Streep, e, no ano seguinte, demonstrou o seu talento num dos seus melhores desempenhos como mulher de Jeff Bridges no filme Fearless (1993). Outros filmes importantes na carreira de Isabella Rossellini são Wyatt Earp (1994), do conceituado realizador Lawrence Kasdan, Immortal Beloved (Paixão Imortal, 1994), em que contracenou ao lado de Gary Oldman que desempenha o papel do grande músico Ludwig van Beethoven e o filme The Funeral (O Funeral, 1996), do controverso realizador Abel Ferrara. Em 2002, participou numa mini-série francesa, Napoléon (Napoleão), interpretando o papel de Josefina, tendo contracenado com Christian Clavier, no papel de Napoleão.
Como referenciar: Isabella Rossellini in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-05-24 13:55:46]. Disponível na Internet: