isopete

Coletânea medieval de fábulas que deve o seu nome ao fabulista grego Esopo, considerado o criador do género, embora, na verdade, esses fabulários pudessem derivar, na maior parte das vezes, de sucessivas adaptações de fábulas de Esopo transmitidas pela tradição latina. As fábulas de Esopo, difundidas na Europa medieval, sobretudo através de versões da coletânea em prosa do século IV denominada Romulus, que entronca, por seu turno, na versão de Fedro, fornecem uma lição moral deduzida de uma pequena narração que coloca em cena animais que agem como homens. Na cultura portuguesa medieval, o isopete teve como fonte uma versão do Romulus do século XII, conhecida como Anónimo de Nivelet, de que deriva quer a versão portuguesa do Libro del buen amor de Juan Ruiz quer o texto quatrocentista descoberto por José Leite de Vasconcelos no início do século XX, o Fabulário Português.
Como referenciar: isopete in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-05-24 23:59:44]. Disponível na Internet: