Jane Birkin

Atriz e argumentista inglesa nascida a 14 de dezembro de 1946, em Londres. A atriz marcou os anos 60 como um símbolo e uma lenda que rompe barreiras. Jane Birkin começou por pisar o teatro, mas rapidamente se mudou para o cinema, fazendo a sua estreia no filme de Richard Lester, The Knack, and How to Get It (1965). Como modelo fotográfico, desnudou-se com David Hemmings no filme controverso de Miguelangelo Antonioni Blow-Up (1966) e ganhou fama internacional com os papéis de hippie drogada em Les Chemins de Kathmandu (Os Caminhos de Kathmandu, 1968) e Cannabis (1969), como amante de Brigitte Bardot em Don Juan 73 (1973) e a andrógina empregada de bar do polémico Je t'aime Moi Non Plus (1976). Participou ainda em dois filmes de adaptação de histórias de Agatha Christie: Death on the Nile (Morte no Nilo, 1978) e Evil Under the Sun (Morte ao Sol, 1982). Para além de atriz, Jane Birkin experimentou escrever o argumento de Kung Fu Master (Mestre de Kung Fu, 1987), realizado por Agnes Varda, e também a arte da realização, dirigindo os filmes Contre L'Oubli (1991), Oh Pardon Tu Dormais (1992, TV) e 3000 Scénarios Contre Un Vírus (1994). A sua participação em La Belle Noiseuse (1991) valeu-lhe a nomeação para o César da Melhor Atriz Secundária, em 1992. A sua carreira de atriz que conta já com cerca de 70 filmes continua ativa, tendo como último trabalho o filme Mariées Mais Non Trop (2003). Jane Birkin tem dois filhos, Charlote, também atriz, filha de Serge Gainsbourg, e Lou, filha de Jacques Doillon, o seu atual companheiro.
Como referenciar: Jane Birkin in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-09-26 22:47:38]. Disponível na Internet: