Janela Indiscreta

Filme policial de Alfred Hitchcock, intitulado Rear Window no original, datado de 1954, com James Stewart, Grace Kelly, Thelma Ritter e Raymond Burr nos papéis principais. O argumento, da autoria de John Michael Hayes, baseado numa história de Cornell Woolrich, gira em torno de L.B. Jeffries (James Stewart), um fotojornalista que, devido a uma perna partida, se encontra confinado a uma cadeira de rodas dentro do seu apartamento. Para passar o tempo, entre as visitas da sua namorada, Lisa (Grace Kelly), e da sua enfermeira (Thelma Ritter), Jeffries dedica-se a espiar, através de binóculos, a vida dos seus vizinhos. Destes, destaca-se Lars (Raymond Burr), um caixeiro-viajante que cuida da sua mulher inválida. Numa tarde, Jeffries estranha que, após Lars fechar a cortina do seu quarto, a sua mulher tenha desaparecido misteriosamente. Assim, começa a conjeturar um potencial assassinato. Este filme de Alfred Hitchcock foi, para além de um dos mais célebres filmes de suspense de sempre, um dos primeiros títulos a abordar explicitamente o tema do voyeurismo. Para tal, Hitchcock mantém sempre a câmara de filmar no apartamento de Jeffries, fazendo assim com que os espectadores assistam ao desenrolar do argumento a partir do ponto de vista do fotógrafo. Embora inicialmente a personagem de James Stewart opte pelo voyeurismo como meio de quebrar a rotina, este torna-se uma forma encontrada de deslindar um homicídio. Outro dos pontos altos do filme é o trabalho de fotografia a cargo de Robert Burks. Apesar do êxito comercial do filme, este foi neglicenciado pela Academia que não o contemplou com qualquer Óscar, apesar de Hitchcock ter sido nomeado na categoria de Melhor Realizador.
Como referenciar: Janela Indiscreta in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-09-16 03:23:18]. Disponível na Internet: