Javier Marías

Escritor espanhol, nascido em Madrid em 1951, viveu parte da sua infância nos Estados Unidos da América, já que o seu pai, o filósofo Julián Marías, era professor nas universidades de Wellesley e de Yale. Aos doze anos, Javier Marías começou a escrever as suas primeiras histórias, inspirado nas leituras que fez de Júlio Verne ou Enid Blyton, entre outros.
Entretanto, licenciou-se em Filosofia e Letras. Viveu em Inglaterra, onde deu aulas na Universidade de Oxford, tendo também sido professor da Universidade Complutense de Madrid e da conceituada Escola de Letras de Madrid.
Aos vinte anos, Marías lançou a sua primeira obra, Los domínios del lobo, logo seguida, em 1972, de Travesía del horizonte, ambos romances introspetivos. Depois esteve seis anos sem escrever, para se dedicar à tradução, nomeadamente de Tristram Shandy, que lhe valeu em Espanha a obtenção do Prémio Nacional de Tradução, em 1979. Ao longo destes anos, traduziu do inglês para castelhano autores como Joseph Conrad, William Faulkner, William Shakespeare, Vladimir Nabokov, entre outros. As obras de Javier Marías foram publicadas em mais de 40 países, nomeadamente em Portugal onde se editaram El Hombre Sentimental (O Homem Sentimental), Todas las Almas (Todas as Almas), Vidas Escritas (Vidas Escritas , conjunto de biografias romanceadas de escritores), Selvajes y Sentimentales ( Selvagens e Sentimentais , um ensaio sobre futebol) e Tu Rostro Mañana - Fiebre y Lanza (O Teu Rosto Amanhã - I. Febre e Lança), a primeira de três partes de um romance onde mistura espionagem e uma meditação sobre a essência da natureza humana.
Pelo conjunto da sua obra, o escritor espanhol recebeu diversos prémios, como o Nelly Sachs, em Dortmund, na Alemanha, em 1997, o Prémio Comunidade de Madrid, em 1998, o Prémio Grinzane Cavour, em Turim, na Itália, e o Prémio Alberto Moravia, em Roma, ambos em 2000.
Ganhou ainda o Prémio Cidade Barcelona com Todas as Almas, o Prémio Fémina Étranger com Mañana em la batalla piensa em mí e o Prémio da Crítica com Corazón tan Blanco.
Como referenciar: Javier Marías in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-10-18 14:18:13]. Disponível na Internet: