Artigos de apoio

Jean Arp
Escultor francês, Jean Arp, também conhecido como Hans Arp, nasceu em 1887, em Estrasburgo, e morreu em 1966, em Basileia, na Suíça.
Foi cofundador do movimento Dada em 1916, sendo o mais importante representante do grupo dadaísta de Zurique, desde o seu primeiro encontro no Cabaret Voltaire. Características destes período são as pinturas em relevo e as colagens, realizadas pela aleatória justaposição de papéis coloridos. O seu espírito dadaísta manifesta-se na negação dos valores e dos princípios formalistas herdeiros da cultura clássica, afirmada pela introdução do acaso e da informalidade como elementos fundamentais de composição.
Em 1919 ligou-se ao círculo dadaísta de Colónia, juntamente com o pintor alemão Max Ernst, apresentando uma exposição coletiva nesse mesmo ano. Em 1920 volta para Paris e participa nas manifestações Dada realizadas no Salão dos Independentes.
A partir de meados da década envereda pela via do surrealismo, retomando do dadaísmo alguns elementos conceptuais, como a recusa das significações convencionais, às quais acrescenta possibilidades oníricas da expressão formal. A sua abordagem do surrealismo assume um sentido plástico que rejeita a figuração e que procura exprimir uma realidade íntima e espiritual.
A sua ligação ao construtivismo reflete-se na publicação, com o pintor russo construtivista El Lissitsky do ensaio Les Ismes de L'Art. Colaborou também com o pintor neoplasticista e arquiteto holandês Van Doesburg em algumas obras.
A década de 30 marca o início de uma fase de abstração, inspirada em formas baseadas na natureza, na qual explora as possibilidades expressivas do crescimento orgânico de sentido biomórfico. As superfícies polidas e curvas sensuais transmitem evidentes conotações sexuais de que são exemplo as obras "Metamorfose" de 1935 e "Coroa de Crotes II", de 1936. No final da vida volta às pinturas em relevo, através de recortes de formas em volume, mantendo as qualidades orgânicas que melhor caracterizam a sua obra.
Como referenciar: Jean Arp in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2017. [consult. 2017-06-24 04:42:44]. Disponível na Internet: