Jean-Louis Trintignant

Ator francês nascido em 11 de dezembro de 1930. A crítica reconheceu-lhe os méritos após ter participado no filme Et Dieu Créa la Femme (E Deus Criou a Mulher, 1956), no papel de marido enganado de Brigitte Bardot. Alcançou a fama internacional depois de ter participado no filme Un Homme et une Femme (Um Homem e uma Mulher, 1966), de Claude Lelouch. Também é conhecido por interpretar papéis de personagens inocentes e inseguras como no filme Ma Nuit Chez Maud (1969), de Eric Rohmer. Em 1970, desempenhou o papel de uma personagem neurótica para o filme Il Conformista (O Conformista), de Bernardo Bertolucci. A sua passagem pelo cinema inclui ainda Z (A Orgia do Poder, 1968), Les Biches (1968), L'Attentat (1972) e Un Homme Est Mort (1973). Em 1994, protagonizou o filme Trois Couleurs: Rouge (Vermelho), da trilogia de Krzystof Kieslowski. Participou em perto de 120 filmes, dos quais o mais recente é Immortel (2004).
Como referenciar: Porto Editora – Jean-Louis Trintignant na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-09-20 19:45:00]. Disponível em