Jerry Lewis

Ator cómico, argumentista e realizador norte-americano, de seu verdadeiro nome Joseph Levitch, nascido em 16 de março de 1926, em Newark, faleceu a 20 de agosto de 2017 em Las Vegas.

Filho de cómicos ambulantes, herdou o talento dos seus pais, tendo chegado a atuar com eles. Abandonou o liceu para participar em pequenos espetáculos musicais onde dava asas a toda a sua irreverência.

Em 1946, conheceu Dean Martin com quem fez uma série de espetáculos de cariz cómico-musical no circuito de casinos de Atlantic City. Os estúdios da Paramount repararam no seu talento e propuseram-lhes um contrato para o filme My Friend Irma (A Minha Amiga Irma, 1949). Apesar dos seus papéis secundários, foram um sucesso tão grande que na continuação My Friend Irma Goes West (A Minha Amiga Maluca, 1950) são já cabeças de cartaz. Hollywood or Bust (1956) será o seu último filme em conjunto.

Lewis passou então para uma carreira a solo, destacando-se como um dos mais populares comediantes de sempre, assumindo também a realização dos seus projetos. As suas fitas mais bem sucedidas são The Bell Boy (Jerry no Grande Hotel, 1960), Cinderfella (Cinderelo dos Pés Grandes, 1960), The Ladies Man (O Homem das Mulheres, 1961), It's a Mad Mad Mad Mad World (O Mundo Maluco, 1963), Boeing Boeing (1965), Don't Raise the Bridge Lower the River (Jerry em Londres, 1967) e Hook, Line and Sinker (Jerry, Pescador de Águas Turvas, 1969).

Na década de 1970, a sua popularidade decresceu imenso, devido ao fracasso comercial dos seus filmes: os americanos preferiam agora um humor menos pantomímico, o que levou Lewis a refugiar-se na Broadway mas também aqui os seus projetos foram mal sucedidos. Foi Martin Scorsese quem lhe proporcionou um segundo fôlego, com um papel semi-dramático em The King of Comedy (O Rei da Comédia, 1983). Apesar da crítica especializada ter ficado impressionada com a sua prestação, as portas de Hollywood continuavam fechadas para Lewis que procurou uma nova oportunidade em França, mas Retenez-Moi...ou Je Fais un Malheur! (Detective Falhado, 1984) teve uma carreira comercial inconsistente.

Em 1995, devido a uma doença neurológica grave, anunciou a sua retirada, participando somente em espetáculos de beneficência.
Como referenciar: Porto Editora – Jerry Lewis na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-11-29 22:05:17]. Disponível em