Joanesburgo

Situada no Noroeste da África do Sul, é uma das maiores cidades do país, com uma população de cerca de 1 975 500 habitantes, integrada numa aglomeração de cerca de 5 270 700 de habitantes (2004). O desenvolvimento da cidade está fortemente ligado à exploração do ouro. Em 1886, foi descoberto um depósito importante de ouro na região de Transvaal de Witwatersrand, formando-se companhias para a exploração mineira, que promoveram a entrada de imigrantes no país e levaram a um intenso e rápido desenvolvimento urbano. Outro dos fatores importantes para o desenvolvimento de Joanesburgo foi a construção, em 1892, da linha ferroviária que a liga ao porto da Cidade do Cabo.
A arquitetura da cidade integra o património histórico antigo e o mais recente, possuindo o centro uma rede de estradas estreitas e edifícios altos, teatros, galerias de arte, hotéis, restaurantes, clubes, centros comerciais e escritórios.
A periferia suburbana apresenta avenidas largas com edifícios cuja função é fundamentalmente residencial. As cidades nucleares mais recentes, que estão para além dos subúrbios, apresentam uma população já significativa, destacando-se a cidade de Soweto.
Durante cerca de 50 anos, até 1991, a África do Sul viveu sob o regime do apartheid, uma política de separação de raças que marcou muito a morfologia e o quotidiano da nação e de Joanesburgo em particular. A partir desta data, o país tem investido no desenvolvimento da educação e nas iguais oportunidades de habitação.
Como atrativos da cidade destacam-se o South African Breweries Centenary Centre, que é um museu situado numa antiga fábrica de cerveja, onde se pode aprender a arte de fermentação desde o Antigo Egito; o Jardim Zoológico e as grutas As Sterkfontein, que são conhecidas como uma das maiores fontes de fósseis do Homem primitivo a nível mundial.
Como referenciar: Joanesburgo in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-11-24 21:35:15]. Disponível na Internet: