João Garcia de Guillade

Trovador português do século XIII, natural talvez de Guillade, Barcelos, frequentou a corte de Afonso X, estando a sua existência documentada em 1239 e 1270 (Oliveira, 1994). Presente no Cancioneiro da Ajuda e nos cancioneiros quinhentistas da Vaticana e da Biblioteca Nacional, com um total de 54 textos: 16 cantigas de amor, 21 cantigas de amigo e 17 de escárnio e maldizer (de que fazem parte duas tenções com o jogral Lourenço).
Constitui um dos poetas e compositores mais ricos da lírica galego-portuguesa, combinando sabiamente a influência de modelos provençais com o fundo lírico tradicional. Do seu cancioneiro satírico, salientam-se composições que apresentam o reverso do código cortês, como a cantiga Ai! Dona fea, foste-vos queixar (CBN 1845, CV 1097).
Como referenciar: João Garcia de Guillade in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-12-15 03:11:26]. Disponível na Internet: