Joaquim Monchique

Ator português, Joaquim Monchique nasceu a 23 de agosto de 1968. É conhecido essencialmente pela sua vertente cómica nos programas de Herman José, nomeadamente Herman Zap, Herman Enciclopédia (1997) e Herman Sic (a partir de 2000). Neste último, criou uma personagem popular, a Pilita, uma tia do "jet-set" que comenta as notícias que saem na imprensa cor-de-rosa.
Monchique estreou-se na televisão, no espetáculo de Filipe La Féria A Grande Noite, onde contracenava com João Baião. Seguiu-se Cabaret, Todos ao Palco e depois, como apresentador, no programa da RTP A Última Chance. No teatro, fez parte do elenco da peça Maldita Cocaína e ainda de De Afonso Henriques a Mário Soares, ambas de Filipe La Féria, no Teatro Politeama. Participou ainda nas peças A Rua, Romeu e Julieta e Hotel da Bela Vista.
Em 1999, entrou na série de televisão Não És Homem Não És Nada, onde fazia o papel de Bernardo Mattos, um repórter. Entrou ainda na peça Mamã Eu Quero no Teatro ABC e no Parque Mayer representou ao lado de Camilo de Oliveira na peça Ao Que Nós Chegamos...
A partir de 2003, interpreta o "cromo" bispo Tadeu no programa radiofónico Cromos da TSF.
Como referenciar: Joaquim Monchique in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-06-16 22:23:02]. Disponível na Internet: