Jogos Olímpicos de Paris, 1924

A VIII edição dos Jogos Olímpicos foi realizada em 1924, em Paris, França, e reuniu 3089 atletas em representação de 44 países.
Após o fracasso que tinham constituído os Jogos de 1900, também em Paris, o Barão Pierre de Coubertin, fundador do Comité Olímpico Internacional (COI), resolveu dar uma segunda oportunidade à sua cidade natal, uma vez que estas seriam as últimas Olimpíadas sob a sua presidência.
Paris redimiu-se do fracasso anterior e a organização dos Jogos de 1924 constituiu um êxito, apesar de alguns atrasos na concretização das obras. Pela primeira vez, os atletas ficaram instalados numa aldeia olímpica construída de raiz. No plano desportivo, os norte-americanos dominaram mais uma vez, conquistando um total de 99 medalhas, 45 delas de ouro.
Nas provas de fundo em atletismo confirmou-se a superioridade finlandesa verificada quatro anos antes em Antuérpia. Pavo Nurmi venceu as provas de cross, 1500 metros e 5 mil metros. Outro finlandês, Ville Ritola, ganhou a prova de 10 mil metros e Albin Stenroos, também da Finlândia, foi o vencedor da maratona.
Na natação, destacou-se o norte-americano Johnny Weissmuller, que anos mais tarde iria celebrizar-se no cinema, a representar o papel de Tarzan.
No futebol, registou-se a estreia das equipas sul-americanas, que culminou com o triunfo da seleção do Uruguai. Na final do torneio realizada frente à Suíça, os uruguaios venceram por 3-0.
Portugal enviou a Paris uma comitiva de 25 atletas, que competiam em nove modalidades. Os portugueses conseguiram em 1924 a primeira medalha olímpica, através da equipa de hipismo que ficou em terceiro lugar na prova de obstáculos. A medalha de bronze foi conquistada pelos cavaleiros Aníbal Borges de Almeida, Hélder de Sousa Martins e José Mouzinho de Albuquerque.
Como referenciar: Jogos Olímpicos de Paris, 1924 in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-07-04 16:29:53]. Disponível na Internet: