Johannes Vilhelm Jensen

Romancista, poeta e ensaísta dinamarquês, nascido em 1873, na Jutlândia, e falecido a 25 de novembro de 1950, em Copenhaga. Entre 1893 e 1898 estudou Medicina na Universidade de Copenhaga. Os seus estudos na área das ciências influenciaram, de certa forma, as suas obras. Exerceu a profissão de jornalista, tendo sido correspondente do jornal Politken. Em 1900 escreveu artigos sobre a Exposição Mundial organizada em Paris que foram reunidos em livro: Den gotiske renæssance (1901). Devido às suas fortes convicções contra o fascismo e o antissemitismo, por altura da Segunda Guerra Mundial, em 1940, destruiu parte da sua obra quando os nazis invadiram a Dinamarca.
Em 1944, ano em que foi galardoado com o Prémio Nobel da Literatura, não houve cerimónia de entrega do prémio por causa da guerra. Tornou-se conhecido depois de ter escrito o romance Den lange rejse (A Grande Viagem, 1908-1922). Escreveu várias obras, de que são exemplo Digte (poesia, 1901-43), Myter (ensaios, 1907-44) e o Kongens fald (romance histórico, 1900-1901).
Como referenciar: Johannes Vilhelm Jensen in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-12-13 21:40:05]. Disponível na Internet: