John-Antoine Nau

Escritor francês nascido a 19 de novembro de 1860, em São Francisco, nos Estados Unidos da América, com o nome de batismo Eugène-Léon-Édouard-Joseph Torquet, e faleceu a 17 de maio de 1918, em Tréboul, em França, para onde foi residir ainda jovem.
A estreia literária de Nau aconteceu em 1897 com uma coletânea de poesia simbolista intitulada Au Seuil de l'Espoir, que teve edição de autor.
Entre 1899 e 1901 Nau viveu nas Ilhas Canárias, em Espanha, onde continuou a escrever mas sem publicar, antes de regressar a França. Nau foi, em 1903 e graças ao romance Force Ennemie, também em edição de autor, o primeiro escritor a ser galardoado com o Prémio Goncourt, hoje em dia um dos mais conceituados galardões literários franceses. Contudo, na época, o Goncourt ainda tinha pouca projeção e não permitiu a Nau sair do anonimato.
Em abril de 1906 mudou-se para a Argélia, onde viveu durante três anos e escreveu La Gennia. Regressou a França em 1909, devido à morte da mãe, tendo vivido na Côte d'Azur, na Córsega e, depois, na ilha italiana da Sardenha, onde se inspirou para escrever Thérèse Donati.
Quando morreu, em 1918, em Tréboul, deixou diversas obras inéditas que viriam a ser publicadas nos anos 20 do século XX por iniciativa da viúva e de um amigo do casal. Entre estas obras constam os títulos Thérese Donati, Les Galanteries d'Anthime Budin e Trois Amours de Benigno Reyes, cujo protagonista é um herói que habitava em Orotava del Puero, a terra onde o autor viveu nas Canárias.
O pseudónimo Nau, segundo foi explicado em 1924, vem de Gino, nome pelo qual a mãe o tratava em criança. A partir de Gino, formou inicialmente o pseudónimo J. Nau, com o qual assinou os seus primeiros poemas, depois Jérôme Nau e, finalmente, John-Antoine Nau.
Como referenciar: John-Antoine Nau in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-08-12 10:27:37]. Disponível na Internet: