John Carr

Arquiteto inglês nascido em maio de 1723, em Horbury, Inglaterra. Durante a juventude teve profissão de pedreiro, seguindo os passos do pai e do avô. Tal como se verificou com o seu pai, a sua formação em arquitetura foi em grande parte autodidata, tendo aprendido com a prática da construção, complementada com o estudo de manuais de arquitetura, como o de Robert Morris. A partir deste autor absorveu as convenções do estilo palladiano, que teve como principais divulgadores em Inglaterra os arquitetos Kent e Lord Burlington (mortos respetivamente em 1748 e 1753).
Esta influência de Palladio foi particularmente forte ao nível da atividade de alguns arquitetos provincianos, responsáveis pela sua difusão nas pequenas cidades e em ambientes rurais, dos quais os mais famosos deles foram, além de John Carr, John Wood, o Velho, (1704-1754) e o seu filho João (1728-1781) que trabalharam na cidade de Bath.
Carr assinou o primeiro projeto em 1748, recebendo então várias encomendas de habitações rurais para mecenas aristocráticos da região de Yorkshire. Destacam-se desta fase de juventude o Heath Hall, um edifício em restrito estilo neopalladiano. Em alguns dos edifícios deste período, como o Roby Castle, em Durham, o arquiteto recorre a um vocabulário de raiz gótica, acompanhando a corrente neogótica de despontava na Inglaterra desta época. De entre os mais interessantes projetos que assinou são de referir a Harewood House, em Yorkshire, o Tabley Hall de Cheshire; o Crescent em Buxton, construído entre 1779 e 1784, os Assize Courts em York e as câmaras municipais de Newark e de Chesterfield. Um dos únicos projetos que construiu fora da sua região natal foi o Hospital de Santo António, da cidade do Porto.
Das características principais da sua arquitetura salientam-se a tendência para o desmembramento dos edifícios em vários corpos que funcionavam como pavilhões e introduziam grande requinte volumétrico. Recorreu sistematicamente a motivos Palladianos como os pórticos com frontões e o uso da janela tipo serliana. Na sua obra final tornou-se evidente a influência de Robert Adam e de Sir William Chambers, os principais representantes da arquitetura neoclássica inglesa.
A importância artística de John Carr é testemunhada pelo facto de ter sido o único arquiteto de província nomeado para o Clube de Arquitetos de Londres.
As inúmeras encomendas e trabalhos de consultoria e peritagem tornaram-no rico. O seu prestígio profissional permitiu-lhe ascender socialmente e participar ativamente na vida municipal e política de York, sendo por duas vezes eleito Lord Mayor desta cidade.
John Carr morreu em 22 de fevereiro de 1807 com 83 anos. Após a sua morte, o discípulo de Carr, Peter Atkinson, tornou-se o principal arquiteto de York, prolongando o seu legado e contribuindo para a perduração da escola neopalladiana durante gerações.
Como referenciar: John Carr in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-12-08 18:53:55]. Disponível na Internet: