John Coltrane

Saxofonista norte-americano nascido a 23 de setembro de 1926, em Hamlet, Carolina do Norte, Estados Unidos da América. Desde sempre esteve rodeado pela música, pois o seu pai tocava vários instrumentos, o que o levou a estudar trompete e clarinete. No liceu, as influências de Lester Young e Johnny Hodges levaram-no a mudar para saxofone alto. Fez os seus estudos musicais em Filadélfia e foi chamado para prestar serviço militar durante a Segunda Guerra Mundial, na Marinha norte-americana no Hawai.
No seu regresso, ingressou na Eddie "CleanHead" Vinson Band. Depois de tocar com Dizzy Gillespie e Jimmy Heath, passou a fazer parte do Miles Davis Quintet, em 1955. Aqui pôde pôr em prática a sua paixão pela experimentação, pois Miles Davis dava-lhe bastante liberdade.
Em 1960 formou o seu próprio quarteto com McCoy Turner (piano), Elvin Jones (bateria) e Jimmy Garrison (baixo). O John Coltrane Quartet criou o som mais inovador e expressivo de toda a história do jazz com os álbuns: My Favorite Things (1960), Africa Brass, Impressions, Giant Steps (1959) e a sua obra-prima A Love Supreme (1964), um dos mais profundos testamentos de fé religiosa. Os anos finais de Coltrane foram marcados pela controvérsia. Foi-lhe diagnosticado um cancro no fígado, que juntamente com a sua toxicodependência levou-o gradualmente a perder energia e ganhar peso. Discretamente, Coltrane tentava ocultar estes factos, dado o seu enorme trabalho de composição, gravação e atuações.
Morreu a 17 de julho de 1967, deixando um legado musical que aumenta o seu valor com o passar dos anos.
John Coltrane era considerado um "pregador" do jazz contemporâneo e ao mesmo tempo um profeta do que estaria para vir.
Na comemoração do seu 75.° aniversário, foi criada a Fundação John Coltrane, com o objetivo de atribuir bolsas escolares a jovens músicos, de modo a encorajar e desenvolver o jazz e outras formas de expressão artísticas no âmbito do jazz, valores esses que estão presentes na música de John Coltrane.
Como referenciar: John Coltrane in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-05-24 10:44:45]. Disponível na Internet: