John McCain

Senador norte-americano, John Sidney McCain III nasceu a 29 de agosto de 1936, em Coco Solo, uma base militar da Marinha norte-americana na Zona do Canal do Panamá, e morreu a 25 de agosto de 2018 na cidade de Phoenix, Arizona, EUA.

Filho e neto de oficiais da Marinha, McCain passou a infância e a adolescência entre diversas bases navais, não só na América, como noutros países. Foi aluno da Episcopal High School, na Virgínia, e terminou a sua formação liceal em 1954. Depois formou-se na Academia Naval em Annapolis em 1958 e na Escola de Aviação em 1960.

Durante a Guerra do Vietname, McCain voluntariou-se para o combate e começou a pilotar aviões em missões de bombardeamento de baixa altitude sobre o Norte do Vietname.

McCain sofreu vários incidentes durante as suas missões. Em 1967 (julho), o avião que pilotava foi acidentalmente atingido por um míssil, o que causou várias explosões e a morte de 134 pessoas. Em outubro do mesmo ano, durante um bombardeamento a Hanoi, a capital vietnamita, o seu avião foi abatido e McCain partiu os braços e uma perna. Transportaram-no para a prisão de Hoa Loa em dezembro de 1969 e os seus captores, ao saberem que ele era filho de um oficial de alta patente da Marinha americana, ofereceram-lhe uma libertação antecipada, mas McCain recusou para não violar o código de conduta militar.

McCain passou cerca de 5 anos e meio em diversos campos prisionais, dos quais 3 anos e meio na solitária. Foi espancado e torturado antes de ser libertado, juntamente com outros soldados americanos, em 1973, cerca de dois meses depois do cessar-fogo. Recebeu várias condecorações e tentou recuperar dos ferimentos sofridos na guerra, mas estes tinham sido bastante graves e impossibilitaram-no de continuar a exercer funções na Marinha.

Em 1976, McCain entrou para a política, acabando por ser destacado para fazer a ligação entre a Marinha e o Senado americano. Em 1981, reformou-se da Marinha e mudou-se para Phoenix, no Arizona. Em 1982, foi eleito para a Câmara dos Representantes, sendo reeleito dois anos mais tarde. Em 1986, venceu as eleições para senador do Estado do Arizona (cargo para o qual foi reeleito mais três vezes).

Politicamente era conhecido pelo seu conservadorismo. No entanto, não hesitava em questionar a ortodoxia republicana e em seguir pontos de vista mais liberais e democratas. Foi bastante respeitado pelas suas convicções e pela sua abertura ao público e à imprensa.

McCain ganhou maior visibilidade política em 2000 quando concorreu pela nomeação republicana às presidenciais. Mas a escolha recaiu sobre George W. Bush. Em 2004, apoiou a recandidatura de Bush, embora discordasse publicamente dele em diversos temas.

Embora McCain apoiasse a guerra ao Iraque, criticou várias vezes a atuação do Pentágono e do secretário da Defesa, Donald Rumsfeld; além disso, preocupava-se bastante com questões ambientais, ao contrário da Administração Bush.

Em 2007, John McCain anunciou que seria candidato republicano às presidenciais dos EUA de 2008 e escolheu para sua vice-presidente a governadora do Alasca, Sarah Palin. Após vários meses de campanha, McCain perdeu as eleições para o seu adversário democrata, Barack Obama.
Como referenciar: Porto Editora – John McCain na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-09-25 22:28:04]. Disponível em