John Turturro

Ator e realizador norte-americano, John Turturro nasceu a 28 de fevereiro de 1957 em Brooklyn, Nova Iorque. De descendência siciliana, Turturro ganhou uma bolsa de estudo para frequentar a prestigiada Escola de Representação de Yale.
No teatro, ganhou um prémio Obie pelo seu desempenho na peça Danny and the Deep Blue Sea, de John Patrick Shanley, participando também na peça Death of a Salesman na Broadway.
No cinema, teve o seu primeiro pequeno papel no clássico Raging Bull (O Touro Enraivecido, 1980), de Martin Scorsese. Nos anos seguintes, colecionou uma lista extensa de personagens um pouco excêntricas: na comédia dramática de Garry Marshall The Flamingo Kid (1984); em Desperately Seeking Susan (Desesperadamente à Procura de Susana, 1985); no thriller To Live and Die in L. A. (Viver e Morrer em Los Angeles, 1985), de William Friedkin; em The Color of Money (A Cor do Dinheiro, 1986), novamente de Scorsese; Hannah and Her Sisters (Ana e as Suas Irmãs, 1986), de Woody Allen; na comédia Gung Ho (A Fábrica das Loucuras, 1986), de Ron Howard; ou The Sicilian (O Siciliano, 1987), de Michael Cimino. Ainda em 1987, chamou à atenção da crítica ao encarnar o papel do vizinho obcecado por Linda (Jodie Foster) na comédia dramática Five Corners (Caminhos Cruzados). Ao ver esse filme, Spike Lee gostou do desempenho de Turturro e convidou-o para participar no seu Do the Right Thing (Não Dês Bronca), onde fez o papel do italiano racista Pino, que trabalha na pizzaria. Iniciou assim uma colaboração extensa e duradoura com Spike Lee, que continuou em He Got Game (Tudo em Jogo, 1998), Mo' Better Blues (Quanto Mais Melhor, 1990), Jungle Fever (A Febre da Selva, 1991), Clockers (Passadores, 1995), Girl 6 (A Rapariga: Código 6, 1996), Summer of Sam (Verão Escaldante, 1999) e She Hate Me (2004). Em 1989, entrou no thriller de Dennis Hopper Catchfire (Testemunha Involuntária), onde contracenou com Hopper, Jodie Foster e Vincent Price. No ano seguinte, entrou num filme sobre a máfia irlandesa, State of Grace (Anjos Caídos), ao lado de Sean Penn, Ed Harris e Gary Oldman.
Em 1990, tornou-se o ator favorito dos irmãos Coen, com quem trabalhou no thriller Miller's Crossing (História de Gangsters), interpretou o papel de um dramaturgo em Barton Fink (1991), que lhe valeu o prémio de Melhor Ator no Festival de Cannes; fez de pedófilo jogador de bowling em The Big Lebowski (O Grande Lebowski, 1998); e participou também em O Brother Where Art Thou? (Irmão, Onde Estás?, 2000).
Em 1992, experimentou a realização com o drama Mac, onde também atuou. Venceu o prestigiado prémio "Camera D'Or" pelo seu trabalho e foi nomeado para o prémio Independent Spirit de melhor realizador.
Seguiu a sua carreira de ator com a participação em Fearless (Sem Medo de Viver, 1993), de Peter Weir, baseado no livro de Rafael Yglesias e, em 1994, participou no filme de Robert Redford Quiz Show, contracenando com Ralph Fiennes. Voltou depois a experimentar o outro lado da câmara com o drama Illuminata (1998), baseado na peça de Brandon Cole.
Destacam-se ainda as suas interpretações nos seguintes filmes: Rounders (A Vida é Um Jogo, 1998), de John Dahl, sobre o mundo do jogo; Fear X (2003), sobre um homem que procura investigar o mistério à volta da morte da sua mulher; a comédia Anger Management (Terapia de Choque, 2003), protagonizada por Adam Sandler e Jack Nicholson; e Secret Window (Janela Secreta, 2004), onde Turturro interpreta o papel do psicótico John Shooter, que acusa Mort Rainey (Johnny Depp) de roubar a sua melhor ideia para um livro.
Como referenciar: John Turturro in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-10-16 22:38:11]. Disponível na Internet: