Jorge Augusto Horta

Cientista e professor universitário português, Jorge Augusto da Silva Horta nasceu a 23 de dezembro de 1906 e faleceu a 31 de dezembro de 1989. Licenciou-se em Medicina na Universidade de Lisboa em 1932, especializou-se em Medicina Tropical e Sanitária em 1933 e fez o doutoramento em 1940.
Foi professor catedrático, na mesma universidade, onde ensinou Anatomia Patológica e Patologia Geral, foi diretor do Instituto de Medicina Legal de Lisboa, da Faculdade de Medicina de Lisboa, do Hospital de Santa Maria e dos Laboratórios de Anatomia
Patológica da Maternidade Alfredo da Costa. Exerceu também os cargos de Bastonário da Ordem dos Médicos, de 1956 a 1962, presidente da Sociedade de Ciências Médicas, de 1969 a 1977, e presidente e fundador da Sociedade Portuguesa da Anatomia Patológica. Alcançou reconhecimento nacional e internacional pelas suas investigações sobre os efeitos nocivos do dióxido de tório coloidal (torotraste) no corpo humano.
Como professor, desenvolveu uma carreira notável, tendo procurado solucionar problemas relacionados com o ensino da medicina nas universidades e contribuir para a reorganização do Serviço de Saúde português.
Foi galardoado com os prémio Pfeizer (juntamente com Lopo Cancela) e Baron Portal (da Academia de Medicina de Paris) pelo seu trabalho intitulado Suberose Experimental (1956).

Como referenciar: Jorge Augusto Horta in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-09-17 05:11:31]. Disponível na Internet: