José Regalo

Atleta português, José Regalo nasceu a 22 de novembro de 1963, em Vila Real.
José Regalo começou por correr na União de Paredes, onde esteve até 1983. As suas qualidades despertaram o interesse do Futebol Clube do Porto e, aos 20 anos, passou a representar esta equipa. Ao serviço do FC Porto, foi campeão nacional de 3000 metros obstáculos em três anos seguidos, entre 1984 e 1986. Neste último ano, esteve presente no Campeonato Europeu onde foi nono na prova de 3000 metros obstáculos. Em 1987, na mesma especialidade, foi 11.º nos Mundiais de Roma. Nessa competição, bateu o recorde nacional da distância ao fazer 8 minutos, vinte segundos e 70 centésimos. Essa marca manteve-se durante largos anos como recorde de Portugal.
José Regalo conseguiu os mínimos para três provas nos Mundiais de Roma e, nesta altura, preferia fazer as distâncias de 5000 e 10 000 metros. Como havia excesso de portugueses com marcas para os 5000 metros, teve de participar nos 3000 metros obstáculos. Entretanto, abandonou esta última distância para se dedicar apenas às outras duas. Foi uma aposta ganha porque logo em 1988 ganhou alguns meetings internacionais e tornou-se no único português a vencer uma final (a de 5000 metros) do Grande Prémio da IAAF (Federação Internacional de Atletismo). Sagrou-se também campeão nacional de 5000 e de 10 000 metros.
Ainda em 1988, esteve presente na final dos 5000 metros dos Jogos Olímpicos de Seul, na Coreia do Sul. À partida, era um dos favoritos à vitória, mas acabou por desistir na final, afetado por cansaço físico e psicológico.
Enquanto esteve em Seul soube-se que, a partir de 1989, iria deixar o FC Porto e passar a representar o Benfica a nível de clubes, uma transferência que na altura levantou muita polémica por violar acordos entre os dois clubes. Regalo passou em 1989 a representar o Benfica, numa época em que começou a ser afetado por problemas no tendão de Aquiles que viriam a condicionar a sua carreira daí para a frente. Os problemas físicos começaram no Crosse das Amendoeiras desse ano, que, curiosamente, venceu. Regalo via-se impedido de treinar com a assiduidade desejada para um atleta de alta competição.
Esteve no Benfica até 1992 e então passou para o Maratona, onde ficou dois anos.
Em 1995, ao serviço da Terbel, conquistou com 32 anos o seu último título nacional, ao vencer nos 5000 metros.
Depois ainda representou o Sporting, entre 1996 e 1999, e de novo o Terbel, em 2000 e 2001. Abandonou a competição com 37 anos de idade.
Dedicou-se então a dar aulas, à vice-presidência da Comissão de Atletas de Alta Competição e à presidência da Direção do Maia Atlético Clube.
Como referenciar: José Regalo in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-10-15 06:57:51]. Disponível na Internet: