José Tagarro

Artista plástico nascido a 30 de março de 1902, no Cartaxo. Este pintor fez parte da 2.a geração de modernistas. Teve uma curta carreira artística dado que faleceu muito cedo, vítima de uma meningite, em 12 de julho de 1931. Estudou na Escola de Belas-Artes de Lisboa (1920), onde, a par dos seus colegas e amigos Sarah Afonso e Ruy Gameiro, foi discípulo de Columbano e de Carlos Reis. Ficou conhecido como "o desenhador", em especial de retratos, e mesmo nas suas incursões na pintura o desenho marcava presença. Exemplo disso é o seu autorretrato onde mistura pintura e desenho. José Tagarro colaborou ativamente nas manifestações artísticas do seu tempo. Participou nas exposições da SNBA (1927, 1929,1930) e fez parte da organização do 1.°/2.° Salões Independentes (1930,1931).
A sua fonte de sustento provinha, no entanto, do seu trabalho de ilustração. Contribuiu com inúmeras ilustrações para a revista Seara Nova. Depois da sua morte, um grupo de amigos promoveu uma exposição das suas obras na SNBA, em 1932, e o SNI instituiu um prémio de desenho e aguarela com o seu nome, em 1944.
Segundo José Augusto França, in A Arte em Portugal no séc. XX, Lisboa, 1984 "José Tagarro ficou como 'o desenhador', numa história da arte que não pôde prender lhe a obra em datas circunstanciais".

Como referenciar: José Tagarro in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2018. [consult. 2018-12-12 13:49:46]. Disponível na Internet: